O que mudou na minha vida em 2020!

E ai amigas e amigos, como vocês estão?

Ontem no twitter postei que talvez este artigo fosse um dos mais importantes que eu já escrevi aqui no blog. Acredito nisto de fato, por diversas razões.

A primeira delas é que poucos anos foram tão absurdamente impactantes na vida de todos os seres humanos deste planeta como 2020 de maneira geral. Esta pandemia mexeu demais com tudo, com a forma com que nos relacionamentos, a forma com que interagimos, a forma com que funcionam os negócios e principalmente a nossa mente, o mindset que vínhamos construindo, cada um o seu, mas que derepente sofreu uma mudança tão brusca que todos se afetaram.

Não estou dizendo que tudo são trevas, nada disto, apenas que foi radical. Para uma minoria a pandemia veio até a ajudar, aproximar familias, alguns negócios se deram melhor que antes mas definitivamente para a grande maioria foi trágico, em diversos sentidos, isto quando não foi fatal.

Para mim em específico as coisas foram bem polarizadas.

Vamos aos pontos negativos. A começar pelas pessoas, que é o categoria das coisas mais importantes das nossas vidas.

Me afastei durante quase um ano de pessoas que eu amo. Minha mãe, que está bem doente com Alzheimer, ficou completamente isolada pela possibilidade de contrair o vírus. No estado dela poderia ser fatal já que esta doença a debilitou demais em diversos sentidos. Meu irmão, que tenho uma relação ultra próxima, neste ano foi diferente. Acabei vendo o homem pouquíssimas vezes, e ficamos apenas em contato de vídeo. E pra completar algumas pessoas da familias e amigos que são parte integrante da minha vida também por força maior foram afastadas de mim neste ano. Não dá nem pra listar por que se não vou pesar demais na de vocês.

Outro ponto bem negativo foi a minha carreira de jogador de poker profissional. Por força do destino e algum “azar”, se é que pode se chamar assim, 2020 foi horrível para o meu poker. Além de eu ter tomado a decisão de mudar para os EUA por força da Furia, o corona vírus finalizou qualquer possibilidade de eu me conectar com o jogo.
Quando mudei para os EUA meu plano era intensificar ainda mais a participação nos torneios ao vivo, escrevi aqui mesmo artigo sobre isto. A Flórida é a nova meca do poker mas nunca, ninguém, poderia imaginar a vinda de uma pandemia desta. Sendo assim, tudo foi desligado para o ano.

No poker online, que por sinal, bombou no mundo inteiro. Eu também fui obrigado a ficar de fora. A Flórida, ainda, não legalizou os sites de poker online, portanto fiquei 100% impossibilitado de jogar qualquer torneio online.

O que salvou agora mais para o final do ano foram alguns “private cash games” que fui convidado, jogo caro e soft, e acabei fazendo uma boa verba. Foram apenas 7 sessões, completamente protegidos do vírus, depois que a liberação aconteceu por aqui, mas mesmo assim em um clima esquisito. Vidros em mesas, todos de máscara, o que atrapalha um pouco a comunicação e leitura, torna o jogo estranho, mas valeu a pena. Estas foram as únicas cartas que segurei em 2020. De resto, nada!

Eu vinha em uma pegada tão boa, principalmente no poker live, e acabaram com meu strike. Mas, não adianta chorar!

Chega de falar de coisas ruins, vamos as boas!

Tenho duas boas apenas, porém de um impacto que vou levar para o resto da vida. Estas duas coisas que vou listar, mesmo em um ano tão trágico para o planeta, fizeram valer o meu 2020 e vai fazer este ano marcar o resto da minha trajetória neste planeta.

A primeira delas mas não menos importante foi o contato com a minha familia, viver colado com as meninas e o Guilherme nesta pandemia foi fantástico. Eu não sabia o que era isto!

Só em 2020 eu pude perceber o quanto a minha carreira de jogador de poker profissional e empreendedor me tirou de perto da minha familia.

Foram dezenas e dezenas de almoços, jantares, discussões, brigas, abraços, beijos, tudo isto em uma intensidade que desde 2005 quando comecei a jogar eu não tinha.
Demos risada até se mijar, assistimos séries, debatemos política, choramos de alegria, teve de tudo que vocês podem imaginar.

Talvez para quem esta lendo possa estar pensando, “mas uai, não é assim que deveria ser, que sempre foi nas familias?” Pois é, eu acho que sim, mas eu não tinha isto. O poker me consumiu e eu sou muito grato a ele, ele me deu muita coisa mas de fato me tirou o que consegui reconquistar agora em 2020.

Hoje quando fui me despedir de todos foi uma choradeira para eu ir para o aeroporto. Desde 2006 eu viajo 8 meses do ano praticamente e nunca ninguém tinha chorado, tamanha era o sentimento de rotina, hoje choraram, graças a 2020. Não tinham chorado não pq não gostavam de mim kkkkk mas sim pq já era o modo normal da familia. Hoje foi diferente e foi irado!

Agora vamos para o segundo aspecto positivo que 2020 me trouxe.

Durante a minha vida no poker, nunca foi normal a forma com que eu gostava de dar aula. Dei o Curso Profissional de Poker do QG Akkari Team durante muitos anos, todos os meses, em um final de semama intensivo, falando por 6 a 8 horas na sexta, mais 8 horas no sábado e no domingo jogando a session inteira narrando todos os pensamentos. Sempre com o curso lotado para 40 pessoas. Era cansativo demais. Eu acabava o domingo muitas vezes com febre mas sempre queria fazer novamente. Tinha um prazer absurdo naquilo.

Em 2017 nós paramos com o curso, primeiro porque a busca pelo digital era óbvia e mais escalável em termos de business e segundo porque a mistura da rotina de viagens do poker mais a possibilidade da Furia ter que vir para os EUA foi decisiva para pararmos com o presencial.

Ali no QG Akkari Team, durante todos os anos, passaram pelo curso milhares de pessoas, e a cada um que fazia o curso e começava a apresentar resultados positivos no poker, a satisfação que me dava não era algo normal. Eu queria ler as notícias, queria ver as mãos que o cara jogou, queria sentir que de uma forma ou de outra, eu e o Bueno tínhamos de fato impactado positivamente na vida daquela pessoa.

2020 foi o ano que eu me descobri desta maneira. Eu por ficar confinado e empreendendo, eu aprendi a me conhecer melhor e entender como a minha mente funciona. E pelo prisma profissional eu posso atestar com toda certeza para vocês, eu sou apaixonado por duas coisas, competição e impactar positivamente a vida das pessoas.

Eu não curto carro foda, eu não curto casa fudida, gosto sim de conforto mas dentro de um prisma muito abaixo do que eu sinto na maioria das pessoas, mas jogo e mexer com a vida da galera, pqp, eu fico maluco demais, mais do que o normal.

Este ano, a tradução do mexer na vida das pessoas é a palavra FURIA.

Nós começamos em 2017 com 6 pessoas, hoje nós temos 117 entre colaboradores, atletas, managers, gerentes e por aí vai. A grande explosão foi em 2020. A pandemia fez o esports explodir no mundo inteiro e nós na Furia, usando o estilo agressive do poker, não medimos esforços para a explosão e ela aconteceu. Saímos de menos de 30 pessoas no começo do ano para 117 em dezembro. Saímos de 0 streamers para mais de 60. Saímos de três lines para oito.Saímos de 4 patrocinadores para 14.

117 pessoas significa que se cada uma delas tiverem três familiares conectados, de uma forma ou de outra nós estamos impactando mais de 300 pessoas com salários, vibrações, perspectivas e etc.

Nos últimos meses eu tenho feito de 9 a 14 vídeo conferências por dia, tratando de projetos de conteúdo, propostas de parcerias, contratação de streamers, construção de novas plataformas, facility e mais mil coisas que estão para serem lançadas.

Porém a real é a seguinte. Os projetos não me excitam tanto, as pessoas sim!

O time de CSGO Internacional da Furia ilustra bem isto. Me aproximei visceralmente deles mesmo sem entender porra nenhuma de CS e coloquei tudo que eu aprendi de parte mental do poker em campo para eles. Todas as preparações pré jogo, os conceitos de busca pela decisão ótima, tratei como trato as minhas filhas de verdade, e ver o que aconteceu com eles me emociona todas as vezes que paro pra pensar.

Um dia destes me peguei chorando mesmo em uma mensagem que o Art me mandou, dizendo que eu fui uma das pessoas que mais impactou a vida dele em termos de evolução. Ler isto não tem preço, é algo que me dá um prazer maior que qualquer outra coisa no mundo, inclusive mesas finais, dinheiro, títulos e etc.

Sei que parece papo furado mas grana, título, passa rápido demais, uma hora você tem, logo em seguida já sumiu, mas os processos pelos quais você constrói estas coisas nunca vão embora, as experiências, as brigas, os gritos, as broncas, as comemorações, estas são as coisas que ficam para sempre e eu confesso que sou completamente viciado nisto.

A Furia ganhou nos últimos meses muitos títulos, e títulos pesados. Assim que acaba o último round e cravamos, sim, tem uma gritaria, uma comemoração mas depois de no máximo 3 ou 4 horas, eu já perdi aquela euforia e to preocupado com o próxima, com a nova apresentação de mais uma técnica de concentração, de respiração, de evolução. Ganhar não é tão legal, a construção da vitória é que é irada.

Viver 2020 conectado com a Furia, com todos os colaboradores, com projetos de conteúdo, e principalmente com o CSGO internacional na Flórida fez deste ano um dos melhores da minha vida. Ver onde um cara como o Guerri chegou, uma mudança das mais radicias que eu já vi na vida como a do Yuri, a formação de caráter de um Kascerato e um Vini, e até mesmo ver um cara que era mais resistente a mudança como o Henrique se desdobrando para evoluir e evoluindo, é sem preço.

Quando começamos a Furia, o Jaime que hoje é co-CEO comigo, era um jovem, mesmo tendo trabalhado no mercado financeiro, nunca havia empreendido de verdade, chegou completamente cru. Cheio de vontade e garra mas cru no sentido de relacionamento, comercial, liderança. Nós passamos praticamente um ano juntos, todos os dias, ver a minha evolução e a dele, é das coisas mais prazerosas do mundo. Hoje ele se quiser comanda tudo sozinho, voando, dinâmico, inteligente em cada tomada de decisão, paciente quando tem que ser e agressivo quando necessário. E assim vem sendo com todos que eu me conecto o dia inteiro, Edu, Espeon, Bruna, Aline’s, Letícia da Inagame, e tantos outros que não quero continuar a citar porque vou esquecer algum nome e ser mega injusto.

Todos eles me ensinam demais e eu tenho certeza que aprendem comigo também. Este intercâmbio é onde mora meu vício.

Mas o ponto é, este é o meu sonho, esta é a razão pela qual eu vim para este planeta. Viver de competição e impactar pessoas. Não quero outra vida, não quero mais nada, quero apenas focar em evoluir para poder influenciar nestes dois pontos de forma mais potente.

Uma das coisas que me permitiu perceber e realizar isto foi dinheiro.

Por eu estar sendo bem sucedido na minha carreira como jogador e empreendedor do poker eu pude surfar esta onda em 2020, e percebi também que quanto mais capital você conseguir mais você pode impactar. Não significa que sem capital você não possa impactar mas com ele, o alcance e a rapidez são maiores. Então sim, vou em 2021 buscar alavancar ainda mais, ganhar mais torneios, ganhar mais em cash games, crescer as empresas, onde eu puder, para poder simplesmente impactar mais pessoas.

Tenho a fama de ser palestrante dentro de casa, falo discursos gigantes para a Paula, para as meninas, para o Guilhereme, e não consigo entender como eu não havia percebido que na verdade eu não fazia isto por obrigação, nem por dever de ser pai ou marido, eu sempre fiz isto por puro e exclusivo prazer. O prazer de usar palavras e construção de pensamentos e estratégias para mudar o rumo da vidas das pessoas para algo uma rota mais positiva de verdade.

Dentro de caso eu assisti diversos e profundos shows. Minha filha mais velha virou streamer e hoje me acompanha como aprendizado em todas as reuniões da Furia, ver ela se formando como pensadora, analisando o pensamento estratégico e sua evolução é impagável.

Minha filha mais nova ainda não tem a perspecitva de profissão mas como ser humano cresceu demais, virou mulher de verdade, entende sobre risco/retorno, relacionamento, amizades, é prazeroso demais ver isto. O Guilherme não tenho nem o que falar, no começo de 2020 era um muleque, acabou o ano dando palestra para CEO’s sobre softwares de inteligência artificial, algo assustador! Minha mulher virou uma atleta semi-profissional, evoluí a cada dia para buscar seu mais alto nível físico e mental. É prazeroso demais ver tudo isto.

Portanto, eu só tenho um objetivo profissional na vida, ser mais bem sucedido para impactar mais pessoas e de formas mais poderosas, para isto eu preciso evoluir cada vez mais, aprender com mais intensidade do que eu ensino. Aí a conta fecha.

Vou buscar mais vias de fazer isto, empreender para ganhar poder de produção de mais talentos, seja na Furia, na Gamerscard, na Ebrainz ou na Inagame, que são as empresas das quais eu faço parte de alguma forma, hora como investidor, hora na Furia como co-CEO, daqui pra frente o céu é o limite para mim. Quero fazer fortuna mas não para acumular e sim para prosperar outras familias.

A minha luta no poker foi árdua demais, o poker é foda, é cheio de variância financeira e mental, ainda mais no Brasil, onde tivemos que enfrentar tantas dificuldades políticas, operacionais, jurídicas, e vencemos todas, e nada mais hoje me dá tanto orgulho de ter vencido do que estas batalhas. Sem elas, eu não teria chegado a 2020, o ano que mudou a minha vida.

Eu agradeço a todos que me ajudam nesta estrada, que me ajudaram na caminhada do poker no Brasil, e que agora fazem parte da vida deste novo André Akkari.

Vou ganhar torneios gigantescos, a Furia vai ser top 5 em valuation do mundo até 2024, a Gamerscard, Ebrainz, Inagame, todas elas eu não vou medir esforços para ajudar a fazer história e a cada dia, minha contagem vai ser sempre a de “Quantas pessoas estamos impactando?” E é aí que mora o meu maior tesão!

Não acredito em Deus, sei que alguns de vocês sabem disto, os que me conhecem mais a fundo, eu acredito em fazer o bem, única e exclusivamente. Deste jeito eu me sinto freerollando. Se ele existir, quando eu subir ele vai ver o que rolou aqui embaixo, se ele não existir, você será lembrado pelos que impactou.

Assistam 2021, vai ser sinistro!

Grande beijo a todos,

André Akkari

6 comentários Adicione o seu

  1. edunneves disse:

    Eu sou um dos fãs do CS:Go, que começou a amar o sports lá em 2010 mais ou menos, quando tudo era bem recente e o cenário ainda estava engatinhando. A MIBR me fez amar o e-sport, mas a Furia me ensinou a admirar. Eu não entendia como um time com meninos tão novos podiam ter tanta clareza nas tomadas de decisões e como poderiam controlar a mente em momentos de extrema pressão, como são os camps que eles participam, mas lendo esse texto eu entendi como você foi relevante na construção disso tudo e compreendi também a importância da preparação que vem antes de qualquer técnica, das execuções nos maps, dos DM’s da vida, enfim, tudo aquilo que rodeia o FPS. Vocês estão revolucionando o cenário brasileiro e mostrando que brasileiro não é só emoção, o brasileiro pode ser também metódico e agir com clareza em qualquer situação de pressão. Você é foda! Espero um dia ter 1% dessa aula de controle emocional que você da para os mais próximos. Abraço!

  2. Paula akkari disse:

    Muito muito orgulho de vc! ❤️

  3. André disse:

    Muitos anos te acompanhando e sempre aprendendo!!!! Obrigado por tudo André!!!

  4. Ricardo Xavier disse:

    Fala meu camarada, tudo bem com vc ? Pelo visto sim né, com vc e com mais um monte de pessoas que teve o prazer de estar por perto e evoluir junto, vc é mesmo um monstro. Sempre comentei com a galera que eu conseguia ver vc como uma grande mente fora do Poker e que um dia as pessoas também conseguiriam ver, pois bem, o Cara tá despontando e acontecendo como eu sempre disse.
    Parabéns mau camarada !!!
    Eu ainda vou ser um destes que tem a oportunidade de estar ao seu lado para poder contribuir e absolver o que for possível para crescer.
    Ainda vamos nos falar, escreve aí.
    Abraço.
    Ricardo Xavier.

  5. 2n2 disse:

    Parabéns pelas palavras e por toda coragem de enfrentar os desafios e mudanças. Pra cima deles! Vamooooo

  6. Renato disse:

    Sua positividade e generosidade ate emocionam.
    Sou fanzasso seu Akkari. Me inspirou primeiramente no poker, esporte que amo, e com o passar dos anos te acompanhando de perto, passei a admirar como pessoa ainda mais do que já admirava.
    Torcerei fortemente para que seus planos e desejos se realizem, pq além de vc merecer, sei que vai ajudar ainda mais pessoas de alguma forma.
    Abraço ídolo !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.