Minha opinião sobre o caso no CS

em

E ai meu povo, tudo bem com vocês?

Que coisa louca este cenário do esports né? kkkkkk, incrível, cada semana é uma novidade gigante, um problema gigante, uma alegria gigante, uma notícia ou briga gigante.

Engraçado ver o que está rolando ao mesmo tempo que é excitante participar deste cenário!

Resolvi escrever este artigo porque acho que é bacana quem acompanha o cenário entender como tomamos as nossas decisões aqui na Furia. Óbvio que tem um percentual pequeno que questiona, haters e torcedores opostos que xingam, mas a grande maioria que curte o debate, acho que vibra com estas coisas.

Vamos lá …

Se eu tivesse um conhecimento técnico de CS eu falaria mais sobre o caso da possibilidade de cheater ou não, analisando técnicamente, vendo vídeos em velocidade baixa e etc.

Ontem passei horas com todos da Furia debatendo isto, passaram os vídeos a 0.25, tentaram me explicar de ponto a ponto. Eu, André Akkari, de verdade, sou incapaz do lado técnico. Mas sou bom de percepção, e vendo tudo acontecendo, consigo emitir opinião sobre o todo e não sobre o caso técnico em sim.

Ontem nas discussões, presentes Guerri, jogadores e eu, duas coisas são certas.

A primeira é que ninguém consegue falar com 100% de certeza que o menino, ou os meninos, cheataram algo.
A segunda é que ninguem consegue com certeza falar que não cheataram também.

Um fala que esta mega estranho, outro fala que sim está mas se colocar vídeos assim de todos os profissionais vão parecer as mesmas sensações mas mais estranho que o normal, etc, etc.

Eu perguntei pra eles, de 0 a 10, 0 é 100% clean, e 10 é 100% cheatado, qual seria o número q eles colocariam. Perguntei porque me ajuda a entender, sendo eu incapaz técnico. Ninguém respondeu zero, ninguém respondeu 10. Mas todos foram acima de 5.

“Então Akkari, só tem crime se tem flagrante?” Não sou advogado, mas é óbvio que não, para isto que servem as instituições. Sejam elas tribunais, fiscais, organizadores, publishers e tudo mais. Porém a pergunta vale quando o caso beira a piada, de tão óbvio que é. Não somente internamente, mas quando você vê as redes sociais, definitivamente, este não é o cenário. Mas a inclinação é forte!

Pronto!!! Tá vendo Akkari, se foram acima de 5 é gg, acabou a discussão. Óbvio que não! Está longe disto.

Vamos agora debater outras verdades minhas, minhas opiniões!

“O Fallen perdeu um jogo contra a Chaos que o coloca em situação perigosa de não ganhar a vaga para o major, portanto, ele por correr este risco, inventa uma situação para tentar voltar o jogo, ou ganhar os pontos e aumentar suas chances de ir para o major.”?

MENTIRA. Pra mim uma mentira bizarra. Por mais que tenha gente que opine nesta direção, eu não acredito de forma contundente.
O Fallen é muito maior que isto, se ele postou ( e depois vou debater o post) é pq ele acredita pela vasta experiência que tem, q realmente algo estava muito errado. Acho até que a forma de ele postar que precisa “averiguar” foi, pelo prisma dele, soft, pq pra ele postar é porque tem mais certeza do que parece. Poucos jogaram tanto CS quanto ele na vida, poucos vivenciaram tantas situações de cheater, hack, etc etc, ele mesmo disse que já foi acusado injustamente no passado e sabe o quão duro isto é, e mesmo assim postou, ou seja, ele ve fortes indícios nisto. Se perguntar pra ele de 0 a 10, eu acho q ele falaria 9, 9.5, algo assim, se não 10.
Acusar o Fallen de o fazer por que perdeu é inconcebível. Ele ganhou tudo que o esporte poderia proporcionar para ele e perdeu também, já passou por tudo. Acreditar que esta derrota seja tão dolorida assim não faz o mínimo sentido, era um jogo importante mas pra ele não existe mais jogo da vida. E já liquidou o CS, masterizou.

Quando isto afeta os outros players da MIBR, a sensação é de injustiça? 1000%.
Imagina você perder uma vaga em um major porque alguém resolveu trapacear no jogo?
Pqp, dá uma sensação de impotência extrema, principalmente onde vc vê que as chances de algo ser comprovado é muito baixa, de novo entra no âmbito técnico, que eu não consigo opinar muito, mas pelo q os meninos me falaram, a chance é pequena, não é zero, mas é pequena.
Isto irrita ainda mais, sabendo que logo em seguida você tem que jogar novamente, o campeonato rolar, o suspeito andando no camp e se classificando e você alí, puto, fudido de ter sido roubado e nada podendo fazer? É horrível e isto também é indiscutível.

Quando um outro jogador se posiciona sobre a injustiça, depois de o Fallen ter se manifestado, a intenção dele é fuder alguém? Também não, é a mesma sensação, porém agora, amparada pelo maior nome do CS brasileiro que é o Fallen, com esta chancela, você se sente ainda mais potente para opinar. Zero chances de ser algo diferente disto. Esta chancela é a espinha dorsal da rede social, por isto a palavra utilizada é “seguidor”.

A torcida da MIBR? Ou o amante do CS? Como se sente? Putoooo da vida! Principalmente quem é fã da MIBR incondicional.
O manager da MIBR costuma dizer que a MIBR é o maior time do mundo, eu, de verdade, concordo, e se isto é fato, imagina o número de pessoas indignadas? Apoiadas pelo maior nome do seu time, e pelos seus jogadores, você torcedor se sente super convocado a ir para a guerra, isto é natural. Também não vejo nada fora do comum.

O caso do Gaules, e outros grandes nomes, analistas, comentaristas e etc. Se você não é brasileiro você busca uma posição mais controlada, onde apurar e ser inocente até que se prove o contrário é mais importante do que julgar em rede social. Se você é brasileiro, é amigo dos jogadores, e torcedor, apaixonado pelo cenário, você fica indignado também, puto da vida. É a sua vida narrar e comentar este jogo que agora pode ter sido alterado por atitudes não corretas.

Eu leio a situação desta forma, de verdade, não é querendo colocar um “MAS” gigante, é isto mesmo o que rolou até agora.

Porém, neste caso, não dá para viver sem o “MAS” por que ele é o que o ser humano traz de mais coerente, educado e responsável.

A potência de rede social criada por todos estes atletas e influenciadores não é apenas grande, ela é decisiva, impactante, positiva quando usada para o bem e tóxica quando usada para o mal.
Ela para pessoas de 30-40 + altera percepções mentais, faz você sofrer, não parar de ver as coisas acontencendo a todo segundo, você fica escravo mental daquilo. Para pessoas menores é devastador, você aniquila mentes humanas que estão em formação, são danos irreparáveis para o futuro destes jovens de verdade. Jovens estes que ficam 100% do dia no celular, twitter, snapchat, tiktok e etc.

O nível de responsabilidade que precisa-se ter hoje em dia não é mais aquele de, “cuidado, você pode ofender alguém” somente, é algo que causa doença, morte, suicídio, a coisa tomou uma proporção no mundo digital que de fato, você pode, sem querer, causar danos irreversíveis.

Se você perguntar para 100 pessoas do cenário, de 0 a 10, a chance de o menino ou meninos terem cheatado o jogo, a grande maioria vai falar acima de 8, ou 9, mas poucos vão falar 10. Que aí que está o grande problema. A certeza máxima ninguém vai ter, a não ser por laudos que provavelmente são difícilimos de serem alcançados.

Portanto, chegamos a um dilema;

1 – Viver com uma possível injustiça de prejudicar um trabalho gigante de uma organização, que se dedicam feito loucos para conseguir evoluir. Que indiscutivelmente vem crescendo novamente depois de momentos ruins. Aceitar uma “possível” ultra injustiça? Mesmo sendo dolorida demais!

ou

2 – promover o julgamento em rede social, convivendo com o fato que já gerou, (não é suposição), ameaça de morte para o menino em questão, possibilidade de depressão por injustiça, possibilidade de suícidio e danos irreversíveis? Mesmo que apenas uma pessoa tenha feito isto, uma ameaça de morte, é uma ameaça de morte!

Pode-se debater o dia inteiro sobre isto, mas este é o verdadeiro dilema em questão.

A chance de ser cheat é evidentemente possível, mas quando você posta em rede social, a chance de dano ao menino não é mais duvidosa, é 100%. Mesmo que você poste pedindo o não julgamento, não adianta, é como você falar, “Não pense em uma maça!” a mente humana pensa, julga e age. Ainda mais quando você causa comoção nas pessoas só por ser você.

E se fosse com a Furia?

Nunca faça esta pergunta desonesta, já foi com a Furia!

A semana passada um jogador grande do cenário, xingou a Furia de forma aberta nas suas redes sociais e não nos manifestamos. Nos manifestando, tem gente que é louca, fanática pela Furia. Sabíamos que poderíamos causar o possível mal do rapaz, o desconforto dos seus familiares, e fãs, e não o fizemos. Portanto, já foi com a Furia e você já tem a prova de como a Furia age.

Então a Furia é mole? Não faz nada? Não, óbvio que não, a gente age nos moldes corretos que a sociedade nos proporciona, sempre balanceando riscos e benefícios, para com as 102 pessoas que trabalham na Furia, seus familiares, patrocinadores, investidores e etc. E vai ser sempre assim!

Eu, André Akkari, já fui vítima de inúmeras injustiças, daquelas que deixam você de mãos atadas. Eu sei bem o quanto isto gera de raiva. Já tive que ir para a delegacia porque achavam que eu praticava um jogo de azar. Já tive que responder processo falando que o poker era uma quadrilha, já tive que ir na Camerã dos Deputados explicar o quão de habilidade o jogo é e ser chamado de viciado, doente. Já passei por várias, e em todas elas, eu fiquei puto em um nível que vocês não podem imaginar, e sempre pude convocar os que gostavam de mim para vir para a guerrra junto mas o fiz. Só fiz para coisas positivas, as negativas fui no âmbito legal, que era de fato, a única saída de longo prazo.

Isto é chato? pqp, corrói seu estomâgo, você fica em uma posição de injustiça sem fim, mas agir de forma não organizada e pensada, pode causar ainda mais problemas q podem tirar sua flora intestinal ainda mais rápido, e foi sempre isto que ponderei. Em diversos momentos eu cheguei a ter úlcera, tamanha a raiva da injustiça, é foda!

A rede social não é tribunal, este é o ponto mais importante. Porém, quando você começa a ter seguidor e mais seguidor, você acredita que é! E aí, você começa a exercitar este ritual. Até que um dia a merda acontece, alguém se mata, alguém faz merda e vai preso, alguém te processa, alguém te tira a liberdade e aí a injustiça fica 1000x maior.

Ontem, durante nosso papo, eu, Guerri, Jaime, e os players de CSGO, que foram incluídos na conversa, pois são conhecedores técnicos do jogo. Foi feita a proposta do seguinte, “Caso o consenso fosse 100% de cheater, indiscutível, inquestionável, a Furia não poderia deixar o fato correr solto, seja contra a MIBR que sim, temos uma rivalidade, mas se fosse C9, Liquid ou qualquer outra seria a mesma coisa, e iremos agir, mesmo que seja acionando a organização do evento, todos concordam? , todos concordaram.

E aí, abriu-se as longas horas de debate. Onde ninguém opinou 10, e ninguém opinou 0. Depois disto, eu fui fator decisivo, “em sendo assim, não vamos correr o risco de fuder a vida do menino, ou incitar violência, mesmo que tenha 5% de chance de ser clean”.

Se fosse eu, André, o prejudicado, eu iria gastar horas apertando a organização, até que em algum momento eu sim, iria falar, ” as chances de ser cheater é tão grande que se vocês não fizerem algo nos próximos dias, eu vou escrever um comunicado a imprensa, relatando o que rolou, por favor, investiguem e venham com um laudo definitivo sobre isto!” putz Akkari, mas ameaçar a organização tb não é foda? Foda demais, mas fazer o que? Ser roubado, ser injustiçado naquilo que eu mais me dedico, que é a minha vida, e ficar quieto? Situação difícil do cacete! E se eles não fizessem nada? PQP, aí ia ser foda! não sei o que eu faria, ia depender da minha certeza de fato técnica sobre o caso, mas eu me conheço, ficar quieto eu não iria. Mas ao fazer antes nas redes sociais, a narrativa muda completamente.

Exatamente igual ao caso com a Furia no round do travamento da semana passada. Sim, o vídeo poderia ser enviado no discord, mas não o vídeo foi postado, a partir daí. Se não voltamos somos errados, se voltamos é porque o vídeo foi postado. Não tem mais discussão! Então porque não mandar no discord antes?
Entendido 100% a argumentação do Fallen na sua entrevista, mas a questão só volta a tona porque de verdade, a rede social, para estes casos, são a porta do inferno, a coisa foge de controle. Se fosse só na possibilidade de xingamento e ofensas já seria terrível, mas não, ela leva para ameaças, depressão, morte e etc. Isto acontece rotineiramente em outros assuntos, outros mercados.

“Mas Akkari, e se … comprovarem 100% que o menino estava cheatado?” Acho que se isto acontecer, eu poderia marketeiramente falar “Ai sim, a Furia vai agir, vai boicotar, vai bla bla bla” Mas aí eu estaria me aproveitando da situação, porque por lógica, eles seriam punidos. Caso não façam nada mesmo com a prova irrefutável? Sim, vamos SIM, nos juntar a outras organizações, jogadores e tentar ajudar a reparar a injustiça. Mas isto não vai ser derivado do julgamento de rede social, ou de streaming, tem que ser decisivo dentro da ordem do jogo em questão. Coisa que eu, pelo q li e entendi, acho difícil de acontecer.

Para finalizar, quando o Fallen posta, é por indignação, nada mais que isto! Quando o Gaules opina, é por indignação, nada mais que isto também, e quando você, influenciador ou torcedor também o faz é pelo mesmo motivo. Eu, André Akkari, também fico triste e indignado, mas com 45 anos, e algumas estradas já rodadas, prefiro ir pelo prisma de entender o enigma 1 e 2 citado lá em cima, e debater internamente, nos propondo a ajudar no que nos cabe.

Qualquer outra coisa que você espera, ou julga, ou xinga, é puro ódio, rancor, inveja, ou tentativa de desfazer trabalhos bem feitos. Isto não vai acontecer! Vamos continuar focados e trabalhando a todo vapor.

Do lado da MIBR, por mais que sejam nossos rivais, eu nos últimos tempos conheci mais algumas pessoas de lá, tem gente correta por lá, trabalhadora, com brio, querendo performar melhor e prover para suas familias. Muitas das atitudes em rede social são derivadas desta volúpia, a vontade de vencer, a indignação e tudo mais. Eu de verdade, entendo! Apenas torço para que tomem cuidado com estas armas brancas chamadas de rede social. Hoje eles, os meninos da Furia, e milhares de outros influenciadores moldam a forma que crianças e jovens pensam, eles querem agir e fazer igual a eles, usar as mesmas roupas, jogar o mesmo jogo, e também, xingar, tretar, odiar, fazer o bem, como eles todos fazem. Isto gera uma responsabilidade surreal!
Um grande exemplo do poder da comunicação foi a live onde um jogador deles foi chamado de racista. Ele foi racista no teor da palavra? Eu, Andre Akkari acho que não, acho q ele mandou mal pra cacete, mas entre mandar mal e ser racista é uma distância bizarra, porém, muitos conseguiram ou se esforçaram para ver por outro prisma e rotular o cara de racista. Isto é um sofrimento da porra para ele, imagino que seja. Em pouquissímos dias, eles tiveram a chance de ver o poder desta arma branca de múltiplas frentes.

Para finalizar, existe aquele discurso que também gera ódio que é “Quero ver se vcs jogarem contra eles (Chaos) ou qualquer cheater como vão se posicionar!” . Primeiro, já jogamos contra eles!
Segundo, se acontecer algo com esta organização (Chaos), ou qualquer outra, vamos fazer exatamente o que estou colocando aqui, 100%.
Todas as atitudes na história da Furia mostram isto! Ir até o fim dos orgãos que deveriam combater isto, pedir mudanças, pedir para investigarem, mudarem para o futuro, tudo que for possível iremos fazer dentro do âmbito que julgamos o mais adequado. Entre pressionar uma organizadora e pressionar uma criança de 16 anos, prefiro ir na empresa, esgarçar todas as possibilidades e depois analisar os resultados.

Quanto ao caso em si, depois de a coisa já ter vindo a público, espero que a organizadora do evento aja de forma eficáz, sólida, em prol do jogo em si que é o que todos os envolvidos mais amam. Definitavemente, depois das denúncias públicas, ela, organizadora, não pode fingir que nada aconteceu, não pode não se manifestar, investigar. E caso seja comprovado, que a justiça seja feita, doa a quem doer, e caso a inocência do menino seja provada, que as desculpas sejam efetivadas também, coisa que eu não tenho a mínima dúivida que aconteceria conhecendo os envolvidos.

Grande abraço amigos(as),

André Akkari

12 comentários Adicione o seu

  1. Pedro disse:

    Acho excelente seu posicionamento, pra mim a maior preocupação é com o CS em si, porque neste momento está mais do que claro que “trapacear compensa” uma vez que aparentemente é dificílimo pegar o cheater. Sendo assim como marcas vão investir nesse segmento que pode estar corrompido e sem atuação firme principalmente da Publisher ? Sabemos como funciona o esporte de alto rendimento, existem pesquisas feitas em anonimato com atletas que comprova que mais da metade usariam de doping se lhes fosse assegurado que não seriam pegos em antidoping, o mesmo vale para o CS, ainda mais neste momento de explosão do esporte, com milhares garotos sonhando em ser conhecidos e reconhecidos e sabendo que a chance de ser pego fazendo algo errado é muito pequena, acho que aí está muito da indignação do Gaulês ontem.
    Resta torcer para que a Publisher consiga uma resposta mais dura para isso, consiga mecanismos para coibir com maior rapidez (seja atualizando corriqueiramente os softwares ou qualquer coisa do tipo), para que o CS não venha a cair em uma vala suja e corrompida da trapaça.
    Grande abraço e sucesso a todos da Fúria

  2. Heron disse:

    Poxa Akkari, que texto dahora de se ler, eu gosto muita da Fúria, mas infelizmente não sei qual bloqueio há na minha mente para não conseguir sentir a mesma emoção de assistir um jogo da MIBR, mas gostaria de parabenizar vocês, a Fúria caminha a passos largos para se tornar uma grande instituição, você vir,de cara aberta, defender a justiça nesse texto só me faz admirar mais o profissionalismo que vocês tratam as questões, meus parabéns, não tenho nada a adicionar ao que foi mencionado, só reiterar que me orgulharia mais ainda a fúria em conjunto com os outros times clamar por investigações, se isso for deixado de lado será uma das primeiras provas que esse jogo está em decadência. Por favor, se a minha posição nesse último parágrafo não for de agrado, desconsiderem.
    Heron Crescencio- 17 anos- Torcedor apaixonado da Mibr e fã da Fúria.
    Dois Vizinhos-PR
    23/06/2020

  3. Claudio disse:

    Se a pessoa de 16 anos, agredisse sua filha? Roubasse o cel dela.. ainda seria uma criança?
    (Sou torcedor da fúria )

  4. Pedro disse:

    Meu irmão, que texto!! Sempre tenho buscado ler as coisas que você escreve, porque me chama muito a atenção a forma como você tem tratado os problemas e polêmicas tanto da organização Furia, quanto dos demais cenários dos eSports.
    Vou contar um pouco do meu lado pessoal e porque acho importante você expor sua opinião dessa maneira.
    Eu sempre fui uma pessoa muito difícil de lidar, com sangue quente e explosivo (principalmente nas coisas que eu jugava injustas). Infelizmente meu pai é alcoólatra e nunca se ligou muito em conversar comigo então eu fui crescendo envolvido em brigas e resolvendo quase tudo na porrada e moldando minha opinião de uma forma que só me trazia prejuízos (principalmente emocionais). Felizmente, no meio de muita conturbação, eu resolvi estudar bastante e trabalhar para ter minha independência. E foi aí que a minha “opinião forte” mais me prejudicou, aonde eu não conseguia aceitar outras opiniões e acabei me limitando demais, no aprendizado e na carreira profissional.
    Felizmente, nessa jornada, eu conheci pessoas iguais a você, que me orientaram a não agir com o sangue quente e nem no impulso, hoje vivo fazendo mindsets para melhorar a cada dia e seguir exatamente o que você menciona no texto, que é fazer o justo e o correto, pelos “moldes que a sociedade nos proporciona.”
    Eu particularmente queria ter conhecido mais pessoas com essa forma de pensar e de falar.
    Parabéns pelo texto e recomendo que você transmita essa sapiência aos que convivem com você. Espero que leia isso. Abraços.

  5. Lucas de Mello Rodrigues disse:

    Andre, o que muita gente não entende e que com um campeonato online, em que a estrutura é totalmente pro conta da equipe que ta participando da competição, não tem como comprovar fisicamente que o rapaz estava utilizando algum tipo de “cheater”, da mesma forma que o anti-cheat também não funciona, e isso também é comprovado por diversos especialistas e pessoas. É um caso parecido dos Bancos no Brasil, em que todo mundo sabe que é possível clonar um chip de cartão de crédito, mas a empresas não assumem! Quem arca com as responsabilidades então? como fazer um campeonato valendo 1 milhão de dólares com todo mundo sabendo que existem cheats e não tem o que fazer?

  6. M. Linhares disse:

    Bom texto.
    Sim, devemos cobrar da ORG, do camp e da valve. Achei legal o player da MIBR colocar o video dos spikes no Twitter. Quem faz o jogo é a comunidade, e ele foi o ÚNICO q deu alguma satisfação pra comunidade sobre pq esperar mais de hora de pause na partida. Aliás, não fosse ele não teríamos esse cenário gigante de CS no BR. Não é por empresários q entram num cenário já montado visando apenas o lucro, mas por players como ele, que incentivam o esporte eletrônico. Um abraço

  7. FALOU MILL COISAS LINDAS MAS NAO CHEGOU EM UM CONCENSO.
    SUA OPINIÃO ESTÁ COMO UM EMPRESARIO, MAS QUEM CONHECE O PROGRAMA DE XITER SABE QUE DA PRA DISFARÇAR O MÁXIMO E NO FIM DA PARTIDA SEMPRE VÃO FICAR DÚVIDAS E NÃO CERTEZAS. O PROCEDIMENTO É A PORCENTAGEM DE QUANTAS CENAS TEMOS EM 1 JOGO. O CHAOS EM UMA MELHOR DE 3 TEM MAIS DE 5 IMAGENS CLARAS QUE A MIRA ESTÁ PUXANDO E MIRANDO EM PIXEL QUE ESTÁ ESMOCADO OU COM PAREDE. NUNCA NO CSGO ACONTECEU ISSO…. COM FATOS TÃO CRUCIAIS PRECISAMOS TOMAR MEDIDAS….. EM TODA MINHA VIDA NUNCA PRESENCIEI UM JOGO COM VÁRIAS CENAS BIZARRAS COM O JOGO DA MIBR E CHAOS. NAO SOU UM TORCEDOR DE MIBR FANÁTICO E SIM TORCEDOR DO CSGO POIS GOSTO DO JOGO. COMO OUVIR UMA PESSOA DIZER NÃO TEM COMO DAR 100 PORCENTO DE CERTEZA MAS SE TEM QUE VOTAR ENTRE O SIM E O NÃO. MEU VOTO É SIM ELE TAVA XITADO POIS EM 21 ANOS Q JOGO CS NUNCA PRESENCIEI UM FATO DESSE EM COMPETITIVO…. (EM APENAS UMA MELHOR DE 3 ACONTECER TANTAS COISAS PARECIDAS)

  8. Rodolpho Caires disse:

    Boa noite André, era torcedor da Furia, até ontem. Não pela omissão de se pronunciar sobre o assunto, mas pelo posicionamento do player que eu mais admirava, arT. Ele claramente parabenizou ambos Leaf e Xeppa de forma irônica em sua stream, sabendo de toda a situação inflamada. Eu assistindo o que estava acontecendo, fiquei puto da vida, mais do que já estava com a situação, foi um tapa na minha cara, de um cara que eu admirava. Espero que vocês não passem pela mesma situação que a MIBR passou, mas se acontecer, serei um dos caras que falará: “Agora toma”.

    1. aakkari disse:

      Ola Rodolpho, ele não falou sobre estes jogadores, mas tudo bem, vc tem q torcer e vibrar com que vc tem afinidade de verdade. Fica meu agradecimento pela sua torcida, mesmo q passada. Grande abs!

  9. Aakkari, eu sou torcedor fanático da mibr na derrota e na Vitória, mas a fúria ta no meu coração em todos os jogos, mas você, rei do poker está na nossa vida, suas palavras usada nesse li do post mostra a total coerência em ser uma pessoa responsável e de mente aberta!, que isso esclareça a real forma de tratar as pessoas mesmo sendo 99% de certeza, o 1% muda tudo! Parabéns!

    1. aakkari disse:

      Valeu parceiro, eh isto ai, torça para a MIBR mesmo, e qdo puder dar aquele para a Furia ficaremos felizes tb, grande abraco e tmj!

  10. Cloud disse:

    Gaules-xitado
    Mch-xitado
    Apokao-xitado
    Bto-xitado
    Pava-xitado
    Fly-xitado
    Eleito-xitado
    Maluke-xitado
    Fnx-xitado
    Mibr-xitado
    Fúria-nao sei não foi comigo

    O posicionamento da fúria perante a alguns casos de injustiça e completamente diferente do torcedor brasileiro cuidado!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.