O que é ser empreendedor? Um case no esports …

Desde que comecei a minha vida profissional, não falando apenas de poker e sim desde que me conheço como forca de trabalho, e isto começou aos 15 anos quando montei minha primeira empresa, PA Eventos, voltada para organização de festas em casas noturnas, neste caso como eu ainda era menor de idade, festas de escolas, matines, etc, eu sempre tive a vontade e o foco de trabalhar construindo cenários onde eu fosse o meu próprio chefe. Construir possibilidades onde através do meu próprio conhecimento eu pudesse fracassar ou brilhar.

Sempre tive a plena noção de que somente a minha própria evolução poderia me salvar nestas batalhas de empreendedorismo, somente a constante busca por acordar melhor todos os dias em algum item, poderia me fazer errar menos, acertar mais, e em um certo ponto conseguir uma estabilidade financeira e uma segurança de que no futuro eu estaria protegido junto com a minha familia de alguma maneira.

O que é mais seguro?

Trabalhar construindo carreira em uma empresa sólida? Ou empreender e tentar brilhar no seu próprio negócio?

Confesso que este dilema me perseguiu a vida inteira, não pq em algum momento eu pensei em trabalhar em uma grande empresa mas sim pq sempre vi meus amigos trabalhando e eu ficava me questionando se eu não estava sendo ultra irresponsável comigo e com a minha familia, se eu não era muito debiloide de abrir e fechar empresas e me frustar em inúmeras tentativas, gastando energia e principalmente um dinheiro que praticamente eu não tinha.

Hoje com 44 anos, tenho visões e pensamentos completamente diferentes do período onde estas duvidas me incomodavam.

Hoje sou bem sucedido no que faço, muito bem sucedido. Construi uma carreira no poker profissional, sem falsa modéstia, admirada e as vezes invejada por pessoas da comunidade do poker no mundo inteiro. Em um breve papo com um dos jogadores mais famosos do mundo no Rio de Janeiro, ele citou que eu sou a figura do poker mais admirada na Alemanha, não tecnicamente, pq ainda mais na Alemanha onde moram os monstros do poker, mas em termos de carreira, visão global sobre o que é jogar poker profissional e empreender neste meio. Isto me gera um prazer enorme, sentimento de missão cumprida.

Foi este papo com ele praticamente me motivou a escrever este artigo na tentativa de abrir os olhos de mais, possíveis, empreendedores brasileiros.

Talvez o fator principal que me trouxe ate aqui foi aprender algo que demorei um pouco, se eu tivesse realizado antes na minha vida teria alcançado o sucesso mais rápido.

Empreender não eh somente a capacidade e vontade de montar o seu próprio negocio através da evolução pessoal. Empreender é dividir. Dividir responsabilidades, sonhos, necessidades, capacitações com pessoas que tem o mesmo espirito que voce. É completamente impossível se chegar a algum lugar sozinho, voce precisa dos outros, e estes “outros” para serem escolhidos, ai sim voce precisa ser capacitado e atrevido.

Vou dar um dos maiores exemplos dos meus últimos anos empreendendo…

Quando me pluguei no universo do e-sports, acabei conhecendo dois garotos, chamo de garotos por carinho mesmo, dois caras sensacionais, Raiff e Beto. Eles trabalhavam em uma organização de esportes eletrônicos bem conhecida, e se aproximaram de mim através de uma ação de patrocínio com o PokerStars no momento. Pouco tempo depois que me conheceram me chamaram para uma reunião onde queriam me fazer uma proposta. Tinha a vontade de sair desta empresa e montar uma agencia especializada em marketing esportivo voltada para games e e-sports.

Eles tiveram sorte de me pegar em um momento onde tudo ventava a favor. Primeiro eu ja havia descoberto a enorme oportunidade que seria esta plataforma de esportes eletrônicos, dentro das minhas capacidades e incapacidades eu ja havia detectado as falhas no Brasil para esta plataforma, poderia até estar errado mas estava confiante. Mesmo não tendo muito conhecimento do mercado, eu ja tinha 42 anos e profundo conhecimento em falhar e brilhar em construção de novos negócios e sabia o que fazer para não repetir erros passados. Tudo culminava!

Eu aceitei a proposta deles e montamos a eBrainz!

Ai nasce o maior exemplo de empreendedorismo, não meu neste caso que fui apenas o motivador e estopim para a explosão, mas deles. Vocês não fazem ideia do que este “ garotos” fizeram em dois anos de agencia.

Primeiro ponto que serve como lição, eles não descartaram a evolução. Continuaram dia após dia estudando, perguntando, questionando, pesquisando, são sedentos por isto, mais do que por ganhar dinheiro. Vocês não fazem ideia do quanto isto eh importante para se ganhar dinheiro, não perseguir dinheiro.

Depois eles tiveram coragem, outro fator fundamental para empreender. Eles podiam ficar fazendo pequenos e médios projetos para pequenas e medias empresas, convencendo-as do quanto o e-sports cresce e bla bla bla, mas não. Eles foram ousados ao extremo. Tanto em projetos próprios quanto em busca por clientes eles se sentiam confiantes intelectualmente para buscar o topo, e foram.

Montaram o Go For Gaming, bom, não vou desenrolar muito, mas um evento que vai se repetir toda ano, feito na sua primeira edição no Ibirapuera, lembre-se, uma empresa que havia nascido a 1 ano, com patrocínio da SKY, uma das maiores empresas do Brasil, e enfiaram milhares de pessoas para dentro com mais um turbilhão assistindo pelo twitch.
Colocaram os maiores nomes do mercado dentro de um so ginásio e fizeram parcerias com os maiores monstros do mercado de eventos, estruturação, etc.

Nao satisfeitos, buscaram relacionamentos com as maiores empresas do pais para levar o e-sports e seus benefícios a elas, Vivo, RedBull, Samsung, Unilever, e a lista continua. Sempre surpreendendo e de fato mostrando a intelectualidade que davam a eles a confiança q eles precisavam para brilhar.

Hoje estão vivendo todos os “ problemas” que uma explosão que nem esta traz, aumento de contratações, projetos enormes, expectativas cada vez maiores a serem superadas, e por ai vai.

Mas o ponto mais importante que eu queria dividir com vocês é este. Eles não tinham dinheiro quando começaram, eles tinham capacidade. Trabalhar muitos meses com um prolabore que so pagava Uber, aluguel e comida, passaram perrengue mas muito felizes, nem ligavam para aqueles problemas pessoais pq viam todos os dias a evolução técnica q quando se tem não tem existe outra possibilidade a não ser brilhar.

Pense nisto no seu dia a dia, veja se não existe uma grande oportunidade de aprendizado que voce tenha na mão, que possa se transformar em produto ou serviço e que depois possa te dar tanto prazer que voce nem sinta mais que esta trabalhando.

Isto responde a pergunta que fiz la em cima.

Empreender eh muito melhor do que trabalhar para os outros. Criar parcerias, oportunidades, planos que quando colocados em pratica realmente gerem benefícios, é algo muito mais seguro do que trabalhar em uma grande companhia na minha modesta opinião. Isto ninguém te tira, ninguém te manda embora, não fica ultrapassado. Quem tem que criar solução todos os dias para a empresa sobreviver, fica bom nisto, vira parte da sua rotina e aí você começa a fazer coisas simples que para os outros parecem fantásticas. O risco é maior? Não, eu acho que não. Intelectualidade sempre tem valor, conhecimento técnico de verdade sempre se paga.

Hoje a Ebrainz é extremamente necessária para os clientes que ela atende, pq não existe como ninguém dentro de uma empresa estudar tanto e-sports como eles estudam, entender tanto os detalhes do mercado, as oportunidades, as ameaças e por aí vai.

Eles vão continuar crescendo, eles vão continuar atendendo e dividindo benefícios com grandes empresas, e seus projetos vão continuar explodindo, a ponto de Go Gor Gaming ja ter busca internacional, depois de apenas uma edição. Pq? Pq eh foda mesmo, eh feito por quem entende, sem blefe!

Quando voce fechar o olho para dormir, veja se não existe algo assim na sua vida. Seja jogar poker, seja abrir uma empresa, criar um serviço, algo que coloque sua mente para funcionar a todo vapor em prol do seu sucesso e da segurança dos que voce ama. Trabalhar para os outros também depende de intelectualidade e qualidade,  mas montar algo seu é tesao demais, é prazeroso ao extremo, pense nisto.

Porem só abrace isto se voce realmente tem pulso e vontade de evoluir, se não fique onde esta!

Sem evolução técnica não existe vitória … Parabéns ao Beto e ao Raiff pelo sucesso!

André Akkari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.