Na minha opinião, qual o grande problema da seleção masculina de Futebol?

E aí meus amigos e amigas, tudo bem com vocês?

Como já disse anteriormente o meu grande plano de estudo para melhorar cada vez mais dentro da minha carreira é o estudo do funcionamento e comportamentos da mente humana. Fora toda a parte técnica, estratégica e matemática que eu tento todos os dias melhorar com conversas, coachings, discussões, cursos no QG, meu maior foco vem sendo entender como o ser humano age em diversas situações, como ele deveria agir para controlar melhor seus resultados através de performances mentais mais potentes e no final das contas para que o cérebro consiga gerar mais felicidade pois é isto que buscamos a todo momento nesta vida.

A seleção brasileira de futebol vem passando nos últimos anos por uma situação cada vez mais triste, mas deixando de lado o meu patriotismo e tentando olhar apenas uma frente racional do pq estas coisas estão acontecendo e vendo a reação de cada envolvido nesta situação eu acabo ficando quase que excitado com a quantidade de material de estudo e entendimento da mente humana que casos como este nos geram.

Tem que ter muito pouco discernimento ou condição analítica para acreditar que um cara como o Neymar, ou Gabriel de Jesus por exemplo, jogue de fato, o futebol que ontem foi apresentado vocês concordam? É óbvio que eles não são aqueles jogadores, e isto vem acontecendo nos últimos anos de uma forma avassaladora, jogadores como estes, que são tecnicamente muito melhores do que se apresentam, chegam na seleção e tem o que parece um surto, um surto de falta de qualidade generalizada, de  falta de conexão entre o que um quer fazer e o outro acha que ele vai fazer para responder a altura.

Como isto pode acontecer de forma tão acentuada, por tanto tempo seguido?

Apenas deixando de lado em um parágrafo a análise mental, é óbvio também que o conjunto, CBF, departamento técnico e jogadores, já não são mais como no passado, intensivamente melhores do que os  outros países a ponto de esconder qualquer problema interno, hoje o Brasil é um time em termos de qualidade normal, não é pior que o Iraque mas também não é melhor que a Alemanha, Espanha, Italia. É um time de alto nível mas não do mais alto, com uma organização política e institucional comparada a do Haiti e com uma gestão técnica atrasada e retrógrada, que não estuda, que não melhora a cada ano, e que tem como material humano jogadores acostumados com técnicos potentes, modernos e inteligentes. Este problema para mim é claro e quase infantil para ser detectado, porém, porque o Brasil não consegue nem mesmo este nível médio de atuação a ponto de jogar de igual para igual com o Iraque? Outra coisa, porque eles não se motivam ao extremo até mesmo com um espírito olímpico que contagiou o país inteiro?

Para mim a resposta é A MENTE!

A mente humana é inacreditável, surpreendente, e como muitos não imaginam, conectada! Sim a mente humana é capaz de destruir em silêncio outras mentes humanas. A mente comanda todos as nossas ações, todos os nossos pensamentos, ela gera a fala, ela gera o olhar que gera uma sensação ou outra, de acordo com o nosso comando mental.

Por isto o caso da Seleção Masculina é fantástico de ser analisado do ponto de vista mental, e triste do ponto de vista patriota.

O Brasil entra hoje em dia em campo para perder, ou se não para perder para fracassar. Sim, esta é a verdade. Independente da qualidade técnica. Se você colocar o Messi dentro de set up mental, ele fracassa também, como já fracassou em situações parecidas, não na intensidade mas na circunstância. Por mais que você tente dar um discurso mental motivacional no vestiário, não adianta, na cabeça deles mais importante que um passe ser correto para buscar o sucesso, é a intensidade do problema se o passe der errado. Mais importante do que fazer o gol é o tamanho do pesadelo se perder o gol. Quando isto acontece acabou! Não tem mais solução técnica que resolva. A coisa sai do aspecto estratégico, matemático, estatístico, e entra somente no aspecto mental. E deste ponto em diante, sem o CONSCIENTE dos jogadores perceberem, o SUBCONSCIENTE comanda este consciente com mensagens e ordens negativas, e as coisas dão errado. A bola escapa, a perna treme, você perde um lance no olhar que era fundamental, você perde a visão periférica, e uma sequência enorme de falhas, programadas pelo seu subconsciente se somam e o final é o fracasso.

No poker é a mesma coisa!

Burra, ignorante, é a pessoa que acha que isto é exclusividade do Brasileiro, ou é por motivos externos, falta de foco, e etc, não, não é! Se você pegar hoje o Neymar ou o Gabriel de Jesus, e leva-los até o Camp Nou os colocando em um set up mental diferente, somente os dois, amparados pelo mesmo grupo de jogadores da seleção de hoje, irão acabar com o jogo, mas, desde que, em um outro set up mental.

E o que é este set up?

É tudo! Desde a primeira frase que eles ouvem no dia, até a imprensa, a torcida, o olhar de cada um deles uns para os outros, as piadas, as discussões técnicas, tudo, tudo esta envolvido em criar este preparo mental. Mas então fudeu certo? Porque se precisar mudar tudo para alterar a performance da seleção brasileira não teremos tempo e condições sincronizadas o suficiente para resolver este problema em 20 anos?

É aí que estão os meus estudos, meu preparo diário de leituras e aulas online desde hipnose até o dissecar da mente humana pelas maiores universidades do mundo vem por este prisma de solução que envolve uma retirada do cenário macro e um estudo do micro. Como resolver este problema do lado pessoal envolvendo duas etapas, a primeira um ultra preparo com o indivíduo, e a outra parte ele com o grupo. Primeiro trabalhar mente a mente, e depois grupos mentais conectados. Tudo isto a ponto de fazer com que quase a pessoa fique surda ao “outside information”, ela vira uma rocha de conexão entre ela e ela mesmo e entre ela e seu grupo.

Estou fazendo isto intensamente com a minha própria mente como cobaia, hoje me relaciono infinitamente melhor com os seres humanos que gosto de me conectar, evito 100% os que não são saudáveis mentalmente para mim, e tenho um resultado impressionante. Quem se conecta comigo sabe! Meu próximo passo é continuar estudando e em breve ajudar outros seres humanos. Quero treinar equipes de alta performance, quero dividir este conhecimento técnico com times de futebol, equipes esportivas em geral, sei que posso melhorar desempenhos e gerar mais qualidade de vida e felicidade. Isto pode ser através de administração de carreiras, coachings mentais, e diversas outras frentes. Não é a toa que abrimos o vestibular para o Akkari Team e vamos pegar quase 50 novos jogadores.

A seleção brasileira tem saída mental, mas requer atenção super focada e direcionada para este clima. A coisa (pesadelo) tomou um volume muito grande, a Seleção é destruidora de mentes, e o pior, virou um surto de massa. A mídia esta comprometida mentalmente, ela vive a seleção o dia todo então perdeu completamente a capacidade de análise por falta de set up mental preparado para isto. Quando você vê qualquer analista falando ele não consegue mais ver nada fora da caixa, ele fala a mesma coisa o tempo todo, sem nenhuma criatividade ou preparo diferenciado para aquilo. A única parte que não aderiu a este conturbado set up mental é a torcida, como são muitas mentes, olhando para prismas diversos, ela dispersa, em dispersando ela acaba não caindo no mesmo golpe. Ela vaia, critica, e etc mas no diante seguinte passa, os focos são diferentes. Acredito que não seja o caso de uma massa tão grande aderir a este surto, o Brasil brochou já com a seleção mas mudar mentalmente este set up depois de ter mudado os dos protagonistas é muito mais fácil já que a prioridade do torcedor brasileiro não é a seleção. Mesmo fazendo piadas com Neymar e Marta, vaiando o Renato Augusto e etc, nada é tão intenso e preocupante quanto o próprio set up negativo mental dos atletas, comissão técnica, políticos e imprensa.

Quando você analisa de forma rasa você achar argumentos pobres, o Brasil não vai bem porque o Neymar não vai bem, ele faz festa nas férias e isto compromete, isto é meia verdade, o Gabriel de Jesus esta focado na transferência, meia verdade, o Gabigol esta pressionado porque bla bla bla, meia verdade. Por que meia verdade? Porque mentes preparadas nem mesmo conseguem pensar nestas coisas, não admitem nada que não seja a vitória. O Neymar no longo prazo perde com o fracasso na seleção e ele sabe disto, o Gabriel de Jesus perde $ imediatamente com cada rendimento fraco, isto eu tenho certeza que eles tem claramente, então por que mesmo assim eles não rendem? A mente, todo o tratamento tem que ser feito na mente para coloca-los no set up correto, no “mode” correto.

Tudo isto tem que começar com os atletas, eles são os maiores protagonistas, não responsáveis totais mas protagonistas, mudando a mente deles começamos uma mudança de cima para baixo na pirâmide, mas a notícia ruim é que não acredito que quem comanda esteja nem mesmo enxergando isto. Vai falar que sabe diante de um prisma pobre, “O psicológico dos nossos atletas esta comprometido!” mas isto é muito simplório, a coisa é bem maior que isto. Requer sessões de foco, terapia, hipnose, exames, diárias e rotineiras, pessoas de qualidade em preparos psicológicos trabalhando em conjunto para um rendimento diferenciado. Não é coisa de um psicólogo apenas, é maior. Não adianta colocar a foto de uma criança chorando ou gritando Brasil achando que isto vai mudar o set up deles em relação a Seleção porque não vai. Algo mais profundo tem que ser trabalhado.

Apenas lembrando que isto tudo não muda o fato que tecnicamente o Brasil já não é mais atração e aí não tem nada a ver somente com a mente, é o todo esportivo. Preparo técnico, campeonato local, organização de base e etc etc etc. A minha questão é apenas que com este time que esta aí, os resultados que deveriam ser muito melhores, não os melhores do mundo, são patéticos por um comprometimento mental corrompido. Não é culpa de ninguém individualmente é culpa do todo, as irresponsabilidades estruturais do futebol brasileiro de forma geral gerou este caos mental e assim se não tratado vai nos afundar ainda mais.

O Brasil era historicamente chip leader no futebol, perdeu um pote enorme, ficou ainda com 200 bbs mas agora começou a vomitar, é assim no poker, ele vomita porque começou a só enxergar derrota no seu cenário, não tem mais confiança, seus blefes não passam mais, ou ele levanta da mesa, vai trocar o set up mental, ou ele vai vomitar o resto. Quer dizer, agora já somos os short stacks e caindo de torneio em torneio, não temos mais performance, nada dá certo, e o pior, como no poker, nem a sorte esta nos ajudando, o final é trágico!

Abraço galera,

André Akkari

13 comentários sobre “Na minha opinião, qual o grande problema da seleção masculina de Futebol?

  1. De fato é impressionante como os dirigentes da CBF e da maioria dos clubes não enxergam algo que parece tão óbvio ao ler seu texto: estamos obsoletos! Não temos comprometimento algum com melhoria contínua e sequer somos capazes de manter o que tínhamos de melhor no mundo! Excelente texto, incrível a abordagem sobre o poder do set up mental em nossos resultados no esporte e na vida!

  2. O fator não é se os dirigentes enxergam ou não, é que os dirigentes nunca ganharam tanto, os empresários, e os próprios clubes, então não se motivam a mudar em nada, o “esquema” é interessante para todos envolvidos financeiramente, menos para quem torce, ou seja, nada ira mudar….

  3. Caro Andre
    seu texto e espetacular. Trabalhei no meio do futebol por 7 anos e de fato acredito que nossa diferença tecnica se reduziu drasticamente nos ultimos anos. Nossos treinadores obsoletos e nossos jogadores jovens e promissores ganhando muito dinheiro rápido e principalmente perdendo o tesão de ir pra seleção e pior ainda, perdendo a noção do que significa espirito olimpico.
    Não acho que tenha ninguém de corpo mole, mas estão em tilt por muitos anos. Não estão vomitando 200 bbs em um torneio e sim ao longo dos ultimos anos. Não existe Sassá Mutema, existe foco, determinação, treino e mudanças estruturais. Isso pro futebol, pro poker e principalmente pra vida.
    Adoro suas opiniões fora do poker independente de concordar com tudo, pois você é um idiolo e idolo não pode se omitir.
    Gostaria muito de saber o que seu parceiro de poker e amigo Neymar pensa a respeiro. abs do eterno amigo
    Waltinho THE TERRIFIC Oaquim

  4. O texto ficou um pouco confuso quanto à mensagem principal, a da seleção brasileira x a mente dos atletas e dirigentes (set up mental). Ainda assim com relevância, tanto do ponto de vista de algumas colocações, quanto da importância do preparo e controle psicológico.

    Trata-se de um conjunto de fatores, como você bem ressaltou. Entretanto, sem a devida estrutura e fortalecimento do psico, os desdobramentos negativos tendem a ampliarem; isso é verdade.

    É necessário ressaltar que atletas do futebol, em sua maioria, são relativamente jovens ainda e, muitas vezes, nem mesmo sabem lhe dar com súbito aumento nos seus rendimentos, com salários elevados que, tantas vezes, lhes desestrutura ainda mais a cabeça. Especialmente os brasileiros.

    Gostaria de vê-lo dissecar mais sobre o assunto. Especialmente com abordagens de forma individual, seja de atletas ou pessoas comuns. O tema é relevante, valioso e verdadeiro. Mas requer aprofundamento maior.

    Estratégia, planejamento, concentração, e execução, são necessários para complementar o fortalecimento da mente de um agente. Contudo, o nível de estrutura mental proposto no artigo, exige muita sagacidade. Tanto de quem o aplica, quanto daquele que deseja incorporar.

    O tema é interessante. Parabéns pelos aprofundamentos e busca incessante em desvendar os segredos da mente humana. É esse conhecimento e controle emocional x racional que transforma o pequeno em grande, preparando-o para todos os embates da vida. Seja pessoal ou profissional.

    O autocontrole ocorre quando o ser a se conhece profundamente, compreende o comportamento dos demais a sua volta e se posta sabiamente para o conjunto que o cerca.

    O set up mental tem a ver com o “id” ( [Psicanálise] Parte da estrutura psíquica de onde provêm os impulsos instintivos, o princípio do prazer e o desejo impulsivo. – Dicionário Priberam ).

    O id por sua vez tem desdobramentos no Alter Ego, e este finda na formação do Ego. São nessas entranhas quer moram a força e a sabedoria, quando devidamente conhecidas e dominadas.

  5. Excelente texto, mas acredito que dos esportes coletivos o futebol é o que exige mais tempo para um entrosamento ideal para ser ter uma equipe vencedora e infelizmente não estão tendo tempo suficiente para tal, não há talento individual que resolva e isso é fator determinante para os insucessos frequentes. Sem falar que nossos craques estão indo para o exterior muito cedo, não conseguem criar um laço com os próprios clubes formadores e com a torcida, a essência do futebol brasileiro (técnica e habilidade individual e o improviso) começou a se perder desde a copa de 1982 e mesmo com os títulos mundiais de 94 e 2002 nunca mais fomos os mesmos, na ânsia de jogar um futebol pragmático e calcado na parte tática no estilo europeu fugindo das nossas características tem sido péssimo pois a cultura de nossos clubes, jogadores, campeonatos e dirigentes não está conseguindo absorver essas mudanças e o resultado estamos vendo com as seleções olímpica e principal!

    • Concordo, Fabio. O futebol baseado em rigor estritamente técnico funciona bem para os europeus e pode ser aplicado com parcimônia aos nossos atletas, mas a imposição total desse modelo está extinguindo o futebol arte, intuitivo e espontâneo do brasileiro, que era seu diferencial, já que nenhuma outra equipe conseguia emular. O Tique-taque do barcelona funciona muito bem para aquela equipe, mas nem todo mundo nasceu para ser relógio. Cada um na sua.

  6. Dando sequência ao comentário anterior feito por mim…

    Eu também tenho grande interesse pelos estudos da mente, inclusive já escrevi dezenas de artigos sobre o tema, mas correlacionados ao mercado financeiro, embora sirva para reflexões do ser em seu todo.

    Segue alguns links de uma página institucional minha no Facebook; Papo de Bolsa

    Você e o seu Id na Bolsa de Valores

    Os vários Pilares Que Sustentam um Operador Técnico de Sucesso

    Yin e yang – Mais que dinheiro…

    Em tempo: Acompanho seu blog e carreira faz um bom tempo. Sou jogador amador de poker há dez anos.

    Os links enviados não são, de forma alguma, interesse em propaga-los.
    Até peço que não publique-os, uma vez que não venho atualizando a página desde final de 2015.
    Nesta página do Papo de Bolsa se encontra vários artigos, sendo autorais e de terceiros.

    A postagem dos links é somente para conferir que a minha linha de pensamento segue o mesmo raciocínio que você utilizou neste seu artigo, sobre a importância de uma melhor estrutura mental para uma vida mais promissora, em todos os aspectos.

    P.S.: Especificamente esse comentário com links, favor não publicar.

    Abs

  7. Perfeito Akkari ! Meu nome é Otávio é acompanho sua carreira a anos . De fato vc tem razão em suas palavras . Estou hoje em Salvador e vou acompanhar o jogo de amanhã na arena fonte nova . Acredito que se a maioria dos torcedores apoiarem a seleção , mesmo na hora do erro , o Brasil irá render mais . Tomara que o Micalli léia esse post e concorde com a gente ! Vi sua entrevista na comissão para liberação do jogos em Brasília e adorei ! Parabéns novamente ! Abr Otávio

  8. Achei brilhante a abordagem do André. Eu estudo a mente de forma amadora também, sempre fui fascinado pelo tema, e acho que de fato o Brasil carece de renovação, atualização, não só porque está em uma downswing, mas porque está fora de sintonia com a evolução dos seres humanos, em empresas no meio corporativo, na política, nas escolas, nas faculdades, no desporto… tudo está distante do que se tem identificado como melhoria em desempenho e qualidade no resto do mundo.

    Acho que estamos caminhando e cada vez mais próximos dessa almejada renovação, mas acredito que só virá com a passagem de gerações, quando os jovens de hoje forem os cabeças brancas e cartolas de amanhã e permitirem a entrada de novos métodos, instrumentos e meios e nos livrarmos desse gêsso, dessas muletas e desses grilhões do séc. XIX.

  9. O vencedor do Nobel de Economia Daniel Kahneman nos mostra as formas que controlam a nossa mente no livro: Rápido e devagar. Processo de decisão e resultados de decisões são coisas diferente,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s