Quais as maiores dificuldades de quem esta começando no poker?

E aí galera do feltro?

Hoje (domingo) finalizamos a nossa trigésima terceira turma do curso mensal do QG Akkari Team! Estamos mais do que especialistas em ensinar poker, eu, meu parceiro Leonardo Bueno e a galera do time, Naka, Hugo e alguns outros jogadores que participam do nosso curso.

Fico imaginando depois de ver todos os gráficos de todas as turmas a quantidade de gente que nós já não formamos para este jogo, é difícil enxergar isto né? Mas hoje no Brasil são dezenas de milhares de profissionais vivendo de poker, dá para acreditar?

Não confunda viver de poker com viajar o mundo todo jogando, correr o circuito, jogar os maiores torneios do mundo, ser profissional de poker é simplesmente pagar suas contas com o dinheiro do esporte mental, fazer do poker a sua primeira forma de renda, e hoje tem muita gente fazendo isto.

Quanto mais os cursos se espalham mais gente aparece, entretanto, todas as turmas, todos os cursos espalhados pelo Brasil e pelo mundo acabam resultando em um grande grupo de pessoas que nem sempre conseguem o sucesso nesta profissão, e depois de tanto tempo ensinando eu consigo enxergar o que estas pessoas tem em comum, onde elas erram e gostaria de compartilhar isto com vocês.

O primeiro grande ponto de dificuldade para quem vê o poker de um prisma não profissional é o lidar com a randomicidade do baralho. O jogador de poker é um ser humano traumatizado pelo baralho, incrível. O amador não consegue entender que a famosa e temida “bad beat” simplesmente faz parte do jogo, é a razão pela qual este jogo é tão grande, todos podem ganhar no curto prazo e somente os técnicamente bons ganham no médio e no longo prazo, mas para o amador enxergar isto é quase que impossível. Você ensina a parte técnica mas assim que ele coloca as mãos na carta já vem o medo da trinca perder para o flush draw, o medo do TT perder para o 77, o medo do all in pre flop de AK x AJ por que ele acha que sempre bate o J.

Virar profissional é uma coisa que só irá acontecer contigo se você se livrar desta maldição de pensamentos negativos, esqueça, eu não estou pedindo para você ficar feliz com as bad beats, mas apenas para que elas não alterem a sua forma de jogar em nenhum segundo e principalmente que você encare elas como parte do jogo e ao invés de se concentrar nelas, concentre-se na mão como foi jogada, se você poderia ter tomado outras atitudes técnicas mais lucrativas e etc.

A segunda grande catástrofe do jogador amador é a visão do jogo como primeira pessoa. O amador não consegue enxergar que mais importante que as cartas que ele esta segurando são as cartas do seu adversário. Basta ele ver um A na mão para começar a “filar” a outra carta, chorar para ver outro A. O jogo de poker é sobre as cartas dos outros e não a sua carta. Ter AJ e ficar torcendo para bater J no flop não traz lucro, o que traz lucro é jogar o range de mãos do seu oponente e se adequar nas possibilidades de valor e blefe. Falamos isto a exaustão no nosso curso!

A terceira tragédia do jogador de poker é o medo de agir. Não o medo pela bad beat mas sim o medo de cair mesmo. Amadores são pressionados pelos profissionais em diversos momentos do torneio e normalmente não reagem, sucumbem!
Jogar as mãos dos seus oponentes significa que em diversos momentos você precisará pressiona-los, nós profissionais fazemos isto a todos os momentos, vocês ganham de nós quando tem jogo, nós ganhamos de vocês quando temos jogo e quando vocês não tem, esta é uma vantagem que chega a ser covardia. Não estou falando isto com prepotência e sim para alerta-los e elevar o nível do poker brasileiro a um próximo patamar.

Definitivamente o nível do poker brasileiro esta subindo de forma exponencial, é bonito demais de se ver, o mundo esta começando a sentir o poder dos nossos jogadores. Quanto mais os amadores também melhorarem seu nível de jogo mais impulsionarão os profissionais a se reinventarem e assim conquistaremos o mundo kkkkk …

Estes são alguns dos itens que eu gostaria de alertar vocês, pensem sobre isto, mudem estes traumas, consertem seus jogos, assim vamos prosperar neste esporte mental!

Antes de finalizar o artigo quero dar os parabéns ao Felipe Mojave que hoje pegou um segundão saboroso no Sunday 500 e ao João Simão que simplesmente esta estraçalhando o field online, ganhou o PLO 1050 + rebuy faturando mais de 160k. Ambos São Paulo Metropolitans, me parece que quem escolheu este time mandou bem em hehehehe!

Grande abraço galera e tá chegando BSOP Rio Quente, reserve já a sua vaga, poker no melhor resort do Brasil!

André Akkari

12 comentários sobre “Quais as maiores dificuldades de quem esta começando no poker?

  1. muito obrigado por compartilhar seus pensamentos mestre akkari ,sem babação ,vc ajuda muita gente mano dentro e fora do esporte.seus videos twitch não perco nada e vem me ajudado muito!Obrigado e continue sempre esse cara sangue bom corintiano maloqueiro sofredor .noissss!!!

  2. Impressionante, essa semana mesmo eu estava procurando textos sobre as dificuldades que iniciantes tem para se tornarem profissionais!
    Excelente texto!

  3. E isso mesmo André tem lógica o que vc falou a gente só joga quanda ver as carta no flop caso contrário já larga mão com medo é complicado tenho que tirar isso de mim

  4. Parabéns pelo seu trabalho Mestre akkari, estive no QG esse final de semana, e realmente entendi o porque de você e sua equipe fazer o melhor curso de poker do país, tive um up muito grande em conhecimento, em breve nos vemos no poker séries e quem sabe nas mesas. Um abraço

  5. Gostei muito, na segunda vez que vc fala disso. Eu estou tentando e com certeza estou conseguindo sair do amador, so vou precisar mais grana para depositar kkk. Grande abraço PROFESSOR.

  6. Chega a ser engraçado a vontade do Akkari de passar conhecimento aos outros, parabéns pela atitude, por isso e várias outras coisas você é o NOME do Poker Brasileiro.

  7. Fim de semana irado demais tivemos no QG.
    Que curso irado. Hoje consigo entender muitos mais o Poker. Sem dúvida um puta investimento para o meu jogo.
    Agora cabe a mim praticar esses conceitos até eles entrarem no meu sangue. Obrigado mestres Akkari e Bueno e a todo o time EverFla, naka, batovs, Pitta, Piero. Galera nota milll. Vamooooo!

  8. Uma grande verdade Akkari. Um torneio não se faz só de AA, KK, AK e sim de um par de mão combinado a mesa. Se não seria ridículo pra num dizer fácil de mais. A melhor decisão é o que conta. Que venha o SCOOP!!! E se eu vencer, quem sabe num dou uma passadinha no QG, né???

  9. Bom dia Akkari, muito bom pra mim ler este artigo já que vem de uma bad daquelas. Mas já estou começando a digerir e entender que faz parte do jogo. Aprendi a jogar já fazem uns 10 anos, mas nunca levei a sério, parei de jogar uns 2 anos e agora voltei querendo obter resultados bons a médio e longo prazo. Então termino contando do meu amargo 4° lugar no torneio splash do PS de 1.10+R/add. Estamos em 4 na ft, eu big 5kk, utg2 com 5,5kk ele raise 5kk, small fold. Eu AJoff call, abre os jogos vejo o A6off, flop bate o 6 😭. Premiações 1° 1000, 2° 770, 3°580 e eu fico em 4° 420. Agradeço desde já. E Tamo junto acompanhando e na torcida pelo face, snap! Vamoooo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s