De que lado você esta? Artigo Técnico!

E aí senhoras e senhores, como estão?

Por aqui por Praga tudo caminhando, passei com 40bbs para o dia 2, e o plano é transformar isto em no mínimo mais 40bbs para o dia 3 e assim por diante, na melhor das hipóteses mais BB’s não fazem mal a ninguém.

Passou já o surto do T8? Caraca, quanta repercussão né? Mal sabe a galera que faço destas direto, é, talvez não em um cenário daquele kkkk com aqueles monstros todos, e em um show de TV mas fazer o que né, deixa pra lá e vamos seguir o jogo.

Por outro lado, este acontecimento do Shark Cage e um post sobre uma mão que joguei aqui em Praga no Faecbook, me levaram a querer dividir com vocês alguns conceitos técnicos que eu já vinha querendo comentar aqui no blog faz tempo e que acho que podem ajudar os brasileiros na evolução dentro do poker. Uma coisa é certa, jogando os BSOP’s dá para ver nitidamente que o nível do poker brasileiro esta melhorando demais, principalmente em um grupo pequeno, em relação ao número de praticantes, conseguiram chegar em um nível altíssimo de poker, mas ainda a grande maioria sofre com conceitos equivocados dentro do cenário lucrativo do jogo. Acho que eu dividindo minhas ideias aqui posso ajudar os jogadores de poker do nosso país a buscar pequenas evoluções. São poucos os brasileiros que viajam o mundo jogando poker, e dos poucos que viajam, quase ninguém resolve escrever artigos técnicos, acho que isto influencia demais na forma com que o nosso país vai evoluir neste jogo, pelo menos na aceleração deste processo.

Times de poker como 4bet, Samba, entre outros não sofrem deste mesmo problema, pois ao invés de rodarem o mundo, seus técnicos ou donos, frequentam diariamente lugares na internet que propiciam conteúdo avançados vindo de fora, sendo assim, grindam pesado na internet ganhando uma amostragem absurda de mãos para aplicarem estes conceitos, e assim flutuam em cima de melhoras diárias. Acabam talvez pecando mais no “live” mas não importa muito, pois a lucratividade que conseguem online é o suficiente para matar-lhes o anseio de vitórias e conquistas financeiras, mas o grande problema é, e para a grande maioria das pessoas que hoje jogam play money, ou micro, para a grande maioria das pessoas que respondem questões técnicas no Facebook quando posto uma mão, dá para ver claramente o déficit técnico que tem no pensar poker, e acho que posso ajudar com isto.

As pessoas entram no poker normalmente pelos mesmos caminhos, primeiro passo é aprender as regras, elas entendem o funcionamento do jogo. Esta parte é relativamente simples, também não é da noite para o dia, precisa-se jogar dias e dias para entender todas as variáveis das próprias regras, mas depois de pegar este primeiro passo o jogo começa a se apresentar para as pessoas de diversas formas, ou seja, você pode escolher vários caminhos dentro de duas frentes, a perdedora e a vencedora, simples assim.

O caminho que você escolher nestas duas frentes, mesmo você decidindo jogar por lazer ou buscando o profissionalismo podem lhe acompanhar nestas tendências para o resto da vida. Você pode perguntar, mas como assim Akkari? Se eu optar, sem saber é óbvio, por uma frente perdedora, posso ser profissional e ser perdedor? Sim, e não, explico. Você não entendendo o mecanismo básico de ser lucrativo neste jogo, você vai grindar, vai ganhar as vezes é claro, porque todos podem ganhar no poker em um curto espaço de tempo, vai falar para todo mundo que você é profissional, mas no final do ano quando você fizer o balanço de verdade, sempre vai estar para trás. Mas então é profissional? Hummmm, sei lá, acho que não, profissional para mim é vencedor, 100%, pode ser vendedor do conceito de poker profissional, pq imagina como é, mas na hora do vamos ver mesmo mija pra trás.

Tendências de cada uma das duas frentes;

Frente Perdedora;

Você esta optando por ir para o poço de perdedores no poker quando depois de aprender as regras você tem estes sintomas;

Sintoma 1 –  Sofre com as cartas, sabem aquelas pessoas que filam cartas, pedem desesperadamente DAMA, DAMA, DOIS DE PAUS, isto, gritos, berros, como se Deus estivesse no controle de que carta vai bater? Sabendo que Deus esta com infinitamente mais problemas para resolver na vida do que o seu DOIS DE PAUS, mas mesmo assim você invoca o além para te ajudar. Pessoas assim estão construindo seu caminho para uma vida de derrota no poker, pode confiar em mim.

Sintoma 2 – Você não consegue enxergar mais nada na mesa a não ser, a combinação das suas duas cartas com aquelas cinco cartas comunitárias. Isto é tudo que importa, pensar que o jogo é sobre combinar cartas para ver quem forma o melhor jogo de cinco cartas dentro de uma hierarquia de cartas. Esquece, o jogo não tem nada a ver com isto.

Sintoma 3 – Você acha que o dealer ou o software tem alguma relação com a sua derrota ou vitória, que eles comandam o seu destino. Isto é natural de pessoas derrotadas, culpar o acaso, terceiros, o vizinho, a mulher, o marido, e nunca você mesmo pelo seu fracasso. Você pode falar, mas poxa Akkari, como é culpa minha perder de AA para 22 em all in pre flop? Claro que nao é culpa sua, mas isto é parte da essência do jogo, e todas as outras mãos que não são AA que você não jogou, não blefou, não value betou o valor máximo, e todos os open folds que você deu que em um sistema lucrativo não deveria ter dado, e todas as vezes que você deixou de Tribetar um J5 de paus e deveria ter efetuado?

Sintoma 4 – Você só joga a mão que você joga, é, isso mesmo. Pessoas que não entenderam o jogo ainda não percebem que as mãos que você não joga são mais importantes ou pelo tão importantes quanto as mãos que você esta envolvido. São delas que você vai tirar todas as informações para ganhar fichas nas que você joga. Se você folda e acha que seu trabalho acabou ali, você esta fadado ao fracasso.

Sintoma 5 – Você não enxerga nenhuma outra opção de acumular fichas se não acertando o flop, ou acertando os draws, ou turn, river, fichas são suas quando você acerta algo, pega alguém blefando, ou vai all in pre flop e puxa o pote, de outra maneira não existe. Esta talvez seja um dos maiores alertas de que você tenha escolhido o caminho errado. No poker a coisa não funciona deste jeito, por um simples motivo, nós nunca acertamos, ou acertamos muito pouco, o que não é o suficiente para ter sucesso e acumular fichas.

Sintoma 6 – Você não estuda, não lê nada técnico, e fica super entusiasmado com mãos de all in pre flop, quer ver coin flip, levanta da cadeira para ver e aposta com seus amigos quem vai ganhar, o AK ou QQ. Sintoma feio este de que você pegou a rota da desgraça. Sem estudar e jogando a parada para o randômico você esta prestes até a ficar bem feliz, quando o governo aprovar os Bingos e Casino, mas no poker não, você esta ferrado meu parceiro. Todos os seus movimentos importam, tudo o que você faz existe uma forma ótima de fazer, cada ação pré flop, cada flop, cada turn, cada raise, check raise, tudo tem um porque e um jeito perfeito de se fazer no médio e longo prazo. Falar que o poker não tem uma verdade absoluta é meia verdade, principalmente no nível iniciante e intermediário, tem algumas boas verdades absolutas e estas você só as conhece quando estudar e se dedicar.

Sintoma 7 – Você acredita que os jogadores que ganham são sortudos, e que você toma mais bad beat que os outros. Estude um pouco do funcionamento da mente humana, bem pouco, você vai chegar a uma conclusão de “memória seletiva” ou seja, seu cérebro escolhe o que ele quer lembrar. Você ganha de 88 x TT e esquece, ganha de TT x 88 e esquece mais rápido ainda, afinal, era normal na segunda você ganhar, mas basta você perder de TT x 88 aí seus neurônios só conseguem produzir a informação de que você é um azarado filho da puta dos infernos, e assim segue sua vida no jogo. Sempre lembrando das suas bad beats, e sempre vendo os grandes ganharem, esquecendo as bad beats alheias, e falando “Que conta!”.

Fente Vencedora:

Sintoma 1 – Você olha suas cartas também, e até torce para boas cartas, mas não é a prioridade, maior do que esta vontade é a vontade de ver a ação da mesa, o que esta acontecendo com os outros jogadores.

Sintoma 2 – A ação chega em você e automaticamente você CONSIDERA várias possibilidades, você considera subir e roubar o blind com qualquer mão, você considera tribetar o cara que abriu, você considera foldar o seu TT quando teve ação, você pondera as variáveis, considera as hipóteses, e mesmo sendo iniciante, diante da pouca experiência você tenta tomar a melhor decisão possível.

Sintoma 3 – Você não pensa “E se bater X em!!!” Se bater nossa trinca, nosso flush, é claro que é animal, du cacete, mas você tem um plano para não bater, e ele não é somente foldar. Você procura formas de puxar fichas sem bater.

Sintoma 4 – Você se questiona o tempo todo se o seu oponente não esta mostrando fraqueza, e se estiver você age, sem enrolar, sem procurar motivos para fugir da raia, você simplesmente age, enfia ficha.

Sintoma 5 – Você olha no olho das pessoas, o tempo todo. O olho fala infinitamente mais que a boca, o olho não mente, principalmente em uma fração de segundos pequena do ato ocorrido, flop, turn, river, raise, check. O olho indica uma porção de coisas, para que você aprenda isto você precisa fazer um simples exercício, olhe nos olhos. Você pode começar indo para o espelho e olhando no seu próprio olho, você vai ver como é difícil fazer isto. As pessoas tem aversão máxima ao olho, é algo bizarro. Como você na frente VENCEDORA vai precisar demais que as pessoas foldem, olhar nos olhos delas é a melhor forma de assusta-las. Ninguém quer jogar com quem olha no olho. Por isto o Timex é tão bem sucedido neste esporte, com ele o papo é olho no olho, 100%.

Sintoma 6 – Você vai ficar puto quando cair com bad beat, ninguém gosta, mas você vai ficar muito mais puto quando fizer merda. Como 90% das pessoas estão na outra frente, vão achar que você esta puto porque não bateu sua carta, ou que azarado você foi em tomar aqueles dois outs, ou até falar que puta cagada você fez, mas foda-se, você e algumas outras poucas pessoas sabem que você esta puto por outra coisa, porque podia ter usado mais o time bank, porque podia ter dado tribet pre flop, porque não maximizou ganhos na outra mão e tomar aquele bad beat posterior ainda te deixaria com 10bbs, por uma série de fatores técnicos.

Sintoma 7 – Você antes de agir na mesa pensa de dentro da cabeça do seu oponente, como na mão que postei do 22 com trinca no flop T92 duas cartas de ouro. Todo mundo ou boa parte do Facebook disseram que foldariam o flop, se você joga com as informações que passei você técnicamente saberia que não tem como estar perdendo no flop. O Russo nunca tem 99 nem TT pq eu disse que estava indo all in com qualquer mão desde que tomei um pote grande dele e nesta mão ele só deu call, o cara que abriu e foi all in de pouco mais de 20 bbs, pode ter 99 e TT mas pouco provável pois com estas trincas não viria INSTA all in, pensaria para tentar trazer alguém mais para o pote, o jogador do HJ, nunca tem trinca se deu call no all in do cara INSTA também, ele pensaria em isolar pois o flop é perigoso para trinca, pelo menos na cabeça da maioria das pessoas, T92 com duas de ouros o cara com 100bbs fica com medo de pedida de flush, straight, e pelo menos pensaria em isolar, o call rápido é infinitamente mais flush draw do que trinca. Mas quando eu apresento o problema no facebook, as pessoas olha T92, você trincado e dois caras all in, a primeira coisa que passa é FOLD poxa, folda pq certeza que alguém trincou, sem julgar as situações e ponderar as ações e “time” dos seus oponentes, e isto acontece com 90% de todo mundo que joga poker. Calcule o que aquele cara faria com tal mão, e o outro? Ele agiria nesta velocidade? Com esta cara? Ele tá preocupado ou tranquilo? Ele quer me induzir ao erro ou esta com medo de mim? tudo isto faz diferença para tomar uma decisão.

Sintoma 8 – Você não vai achar sempre que esta perdendo. Incrível como jogadores de poker perdedores sempre acham que estão perdendo, o cara trinca o 5 e acha que o oponente trincou o 8, o cara tem AA e o flop bate duas de espada sempre o oponente esta flush draw. Esta é uma das formas mais claras de detectar perdedores.

Sintoma 9 – Você vai procurar mais vídeos e materiais técnicos do que motivacionais. Esta é uma das características dos vencedores, se preparam técnicamente, sabem fazer aquilo como ninguém. Motivar é importante? Sim, mas depois de se preparar técnicamente,  o contrário não resolve nada a não ser que você queira ser guru de internet palestrante. De resto é fato que palavras como “Você pode, você consegue, você tem que se achar fudidão” importam apenas para vender palestras e cursos para o próprio instrutor. Na vida você tem que fazer bem feito, melhor do que os outros, e melhor a cada dia se quiser vencer, se quiser voar alto. Não importa somente eu pensar alto. Eu quero ser titular do Chicago Bulls, pode descer Deus na terra que eu não vou conseguir, eu posso dormir com todos os besteiródeis motivacionais falando no meu ouvido a noite toda que eu sou a “pica da galáxia” que não vai resolver nada. Tenho 40 anos, 1,80m e jogo basquete meia boca, não tem saída, lá eu não chego mais por fatores técnicos. Sua mente e seu corpo não possuem mais condições técnicas de cumprir este objetivo. Então de poker dá? Sim dá, mas precisa se preparar técnicamente, você sabe o que é floating, tribet light, cbet, 2nd barrel, não sabe? Então estude. Você enfrenta e tem postura na mesa? Se não então tenha, porque ninguém vive de AA neste jogo.

Sintoma 10 – Não tem esporte no mundo que mais ensine a perder e a conviver com seus erros do que o poker, são centenas e centenas de mãos jogadas todos os dias, todas elas suscetíveis a erros e acertos, sua mente sendo testada a todo momento, e você que escolheu o lado vencedor sabe disto e perde com elegância, perde não feliz mas sabendo que é parte do jogo e se alguém fez bem feito, melhor que você você não deixa a chance de aprender passar batido de forma alguma.

Sintoma 11 – Você tem prazer em aprender, você busca a todo tempo, tudo isto falamos demais no curso mensal do QG e tenho certeza que é por isto que o curso gera tantos vencedores comprovados por gráfico, as pessoas acham que entrar no curso é a garantia que elas precisam para ganhar, e não é, entrar no nosso curso, ou em um coaching, ou em um time, é um canal, uma via que vai levar você e o seu esforço a vitória ou você e a sua falta de esforço a mesma via de derrota que você já estava antes. Não adianta querer almoço grátis, não existe, juro para vocês. Conheço parte dos maiores vencedores deste jogo do mundo e de muitos outros esportes, conheço o Neymar, Bruno Soares, Ronaldo, conheço o Byron, Timex, Jason, Negreanu, conheço e não é pouco viu, e todos, sem exceção, estudam, trabalham duro, acordam cedo, batalham, fazem coisas que não querem fazer, encaram viagens que não querem encarar, pagam o preço para chegar lá. Por que para você a coisa vai acontecer somente porque você pagou um curso ou assinou uma escola? Esquece! A pegada é outra e é bem nervosa. Se você chega no QG você já sente o que de fato o poker, uma forma de vida, uma profissão cercadas por imensas dificuldades técnicas e desafios que são do caralho!!! Tesão demais!!!!

Espero poder ter ajudado alguns de vocês com este texto, fazia tempo que eu queria escrever mas depois que vi o post do 22 no Facebook resolvi que agora era um bom momento.

Espero vocês no QG na volta para comemorarmos o título de Praga! heheheheheh, feche pelo http://www.facebook.com/qgakkariteam e comece o ano com força total no nosso esporte.

Abração galera,

André Akkari
TEAM POKERSTARS PRO

20 comentários sobre “De que lado você esta? Artigo Técnico!

  1. Você é exemplo Akkari!! Artigo sensacional!!

    Tem uma frase que gosto bastante, e que levo como base nos estudos…

    “Você está cansado de recomeçar?? Então pare de desistir…”

  2. Afinal, deu call no all in ou não? Não postei nada no dia, mas fico feliz que meu raciocínio foi correto, era call, mesmo faltando algumas informações!
    Pra variar ótimo artigo, jogo e estudo muito há 6 anos e um dia terei a felicidade de ter um coaching com você! GL ALL

  3. Muito obrigado André….por tudo mesmo, e por se importar com o jogador Brasileiro…..te considero um importante embaixador….representando o Brasil mundo afora…comecei a jogar quando eu vi o Chris Moneymaker ganhar a WSOP através da ESPN, e acredito que você o Foster e tantos outros brasileiros são responsáveis pelo crescimento sem limites deste esporte da mente no Brasil…….meu muito obrigado a você….valeu

  4. Akkari, que artigo maravilhoso! Não sou tão bom no poker como gostaria, ainda… Mas, na minha opinião este é dos melhores artigos que já li. Você aborda todas as variáveis possíveis, negativa e positivas. Muita esclarecedora.
    Fico admirado com o quanto vc é dedicado. Como consegue arrumar tempo para abrir novos negócios, viajar o mundo, jogar live, jogar on line e, ainda, conseguir escrever para nós tantas informações valiosíssimas?
    No mundo do poker, esquece Negreanu, Ivey, Dwan… Você é o mais importante para mim! Admiro, sua dedicação e tenho que lhe dizer: me espelho em vc e sou-lhe muito grato por isso!

    Obrigado e, continue tendo muito, muito sucesso!!! Você merece!!!

  5. Akkari excelente artigo, boa parte desses sintomas vc fala desde o “mira do pro” primeira temporada.

    Akkari aprecio tudo o que vc vem fazendo pelo poker no Brasil, o team akkari, CT Superpoker, QG, na mira do pro, entre outras ações de divulgação. Não me matriculei no CTSuperpoker pois estou passando por um aperto, jogo poker faz uns três meses e preciso muito de material para estudar. Gostaria de fazer parte do vestibular para o Akkari Team e gostaria que vc fizesse um post explicando como fazer esse vestibular.

  6. A diferença entre o vencedor e o perdedor e colocar a cara a tapa…Sinceramente a mão/jogo envolvido depende muito do que acontece a sua volta e como disse o bom e vencedor não lamenta a perde e sim o erro cometido. Aprende com os erros e desenvolve o jogo diariamente. Não criticando, mas sendo critico de si mesmo;

  7. Show de bola, gosto demais de sua linha de raciocínio, acompanho outros atletas e me identifico mais com você, não sei se é porque você sabe vender seu peixe ou por você ser tubarão mesmo, você tem muita facilidade em ensinar as pessoas, algum dia irei pro QG…abçs e gl nos torneios!!!

  8. Eu li atentamente os sintomas dos perdedores e fiquei feliz em perceber que eu não tenho nenhum. Entretanto, da mesma forma e no mesmo diapasão, também quase não tenho nenhum sintoma do vencedor. O fato de você não ter atitudes de perdedor não o torna automaticamente um vencedor. E essa descoberta foi o melhor do texto para mim.

    Deixar de fazer algumas coisas é só o começo da estrada. Não fazer é um lado da moeda. Existem outras coisas que devem ser feitas na estrada rumo às vitórias. E é nessa hora que muitos ficam pelo caminho. No QG e no Master Minds você disse que uma percentagem ínfima de jogadores chegaria lá um dia. Eu não acreditei, eu quis não acreditar.

    Hoje eu acredito! Cada vez mais… E, para minha tristeza, vejo que estou no caminho do grande bolo dos que não chegarão. Se eu vou conseguir mudar esse destino, não sei. O que eu sei é que os seus textos ajudam muito a não desistir.

    Obrigado! Grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s