O que tem em um torneio de 25k de tão especial?

E aí pessoal, tudo bem com vocês?

Estou em mais uma das minhas expedições pelo mundo no cenário do poker profissional.

Antes de eu dividir com vocês mais este artigo técnico quero comentar um pouco sobre a minha viagem.

Não sei se vocês ou algum de vocês já teve a oportunidade de vir para este lugar, Malta, é impressionante. Quanto mais eu viajo mais eu me surpreendo com este mundo criado para nós seres humanos. Que lugar incrível.

Ontem eu, minha esposa e a Sra Decano, Marina, uma mulher genial, engraçada demais, fomos para uma ilha chamada Gozo. Sério, não tenho palavras para explicar a beleza daquele lugar. Em um dos pontos de parada do ônibus de turismo, aqueles clássicos sightseeing, nós conseguimos dar um mergulho em uma praia que possuí a tal Janela Azul. Deus estava inspirado quando criou o planeta todo mas ali ele investiu mais tempo não é possível. Um furo em uma pedra na beira do mar criou uma caverna de agua azul, cristalina, calma, que quando eu entrei parecia estar no paraíso de verdade. Parei ali dentro da agua por uns 20 minutos e fiquei pensando na vida e agradecendo tudo.

Quando algum de vocês tiver a oportunidade de vir aqui para a Europa não deixe de ir para este pico, é de fazer a vida valer mais ainda a pena.

Voltando para o mundo do poker profissional, definitivamente estou no momento mais feliz da minha carreira, feliz com meu jogo, feliz com meus estudos. Sinto que agora estou jogando no nível técnico mais avançado que já consegui jogar. Meus primeiros dois torneios aqui em Malta foram o Main Event do IPT Italian Poker Tour e o High Roller do EPT European Poker Tour, nos dois novamente consegui andar bem. Infelizmente não veio a cravada que realmente este ano iria coroar uma bela campanha mas como jogador profissional eu tenho sempre que pensar na qualidade do conjunto de decisões que eu estou tomando, e isto que esta me deixando tão feliz.

Um dos termômetros para você ver se esta jogando bem é sentir se a mesa esta incomodada com você. Quando isto acontece significa que você esta bem apto a puxar fichas em qualquer torneio, quando isto acontece em uma mesa de um torneio de 25 mil dólares, aí fique mais feliz ainda, porque normalmente as mesas são compostas dos melhores do mundo, se destacar aqui não é missão tranquila não.

Mas vamos ao título do artigo, parte técnica.

Primeiro derrubando o mito de que em torneio de 25 mil euros não tenham caras ruins, não somente tem, como não são poucos. Um torneio como este é perfeito para senhores e senhoras milionárias, que tenham no poker um hobby diário ou semanal, que de vez em quando queiram jogar um evento com a atmosfera de um EPT mas não queiram gastar 6 dias enfurnados em um salão de poker jogando 10 horas por dia. Eles vem, sentam, jogam um dia inteiro se divertindo e pondo a cabeça para exercitar, se passarem ficam super felizes e vem mais um dia que é o limite da paciência. Para muitas pessoas, por incrível que possa parecer, 500 mil euros que era o prêmio do campeão, não faz a mínima diferença, eles nem sabem quanto esta pagando. Querem apenas se divertir, dar risada, ver todo flop e voltar para suas mansões. O que na verdade eu acho muito justo. A relação do ser humano com o negócio chamado dinheiro é muito bizarra, por dinheiro as pessoas rotulam, criam paradigmas, matam, morrem, empresários que conseguiram nas suas carreiras, companhias, o sucesso máximo tem todo o direito de se divertir na forma que eles quiserem, gastando o que quiserem.

Entretanto, o grande problema do High Roller é que se tem estes empresário abonados, e se tem um buy in de 25 mil euros, todos, simplesmente todos os maiores jogadores do mundo, técnicamente, aparecem para jogo também. Eles aceitam o desafio de saber que quando afunilar estarão somente jogando entre si, pois a chance de os milionários estarem vivos no evento é mínima, pela possibilidade de captarem todas as fichas e chegar em condições de enfrentar uns aos outros deep valendo uma premiação enorme em um curto período de tempo.

Sentar em uma mesa com Shaundeeb, Timex, Dan Smith, Blanco Negro é uma experiência das mais chocantes para quem é jogador profissional de poker. Eu sempre senti isto, entretanto, somente agora sinto que dei o mesmo volume de trabalho para eles o quanto eles me deram, e isto é prazeroso demais.

O que você encontra nesta mesa que não tem em mesas normais?

Primeiro as ações pré flop são muito mais incisivas, o que quero dizer com isto? O Metagame de roubo de blinds e construções de ações que garantam a possibilidade de puxar ficha sem ver flop para aumentar seu stack, em uma mesa como esta, é feita em um ou dois níveis a mais do pensamento do ser humano. Quando você senta em um BSOP por exemplo a grande maioria das pessoas nem pensando em roubar blind estão, outra parte sabe da importância disto para a manutenção do seu stack e o pensam e fazem, mas poucos estão pensando em re-roubar os que poucos que estão pensando em roubar. Aqui não! Quando você abre uma aposta pré flop, você tem que calcular quem são os jogadores a sua esquerda e imaginar qual vai ser com certeza a ação a partir do 3bet ou do 4 bet. Nenhuma, e quando eu digo nenhuma é exato, ação pré flop resulta em apenas roubo de blind. Todas tem pelo menos um 3bet. Jogar neste nível de Metagame não é para qualquer um não é nada mole não. É claro que as vezes lendo aqui você pode pensar, “Ahh  claro, eu consigo 4 betar todas as vezes que eu tentar roubar blind˜” pode confiar em mim, não é nada fácil. O Range pré flop que você tem que se preparar para encarar como valor de 4bet e 5 bet começa a ser algo tão cirúrgico que chega a dor de cabeça. Exemplos.

Eu tenho K8 de copas do MP, Um desconhecido que abria muitas mãos mas só fazia merda depois que a ação pegava fogo pré flop abriu de UTG1 12 mil, quando ele esta pegando nas fichas eu vejo todos olhando para suas cartas mas o Shaundeeb já olhando para a cara do tio, antes mesmo de ver as dele. Eu já sabia que como estávamos todos muito deep não havia a mínima chance de ele não 3betar o cidadão, neste caso, senti que o K8 jogaria demais para 4bet nele com possibilidade de 6bet shove. Bloqueio com o K mãos que ele com certeza pensa a mesma coisa como KJ, KQ não por completo é óbvio mas sei que diminui a frequência que ela as tenha, e sei que minha imagem ainda não é tão estragada para ele a ponto de ele dar call com mãos tipo A5-AT, portanto, um spot que me sinto na obrigação de fazer, antes por muitas vezes eu perdia estas oportunidades. O cara faz 12 ele faz 33, eu fiz 85.500. Ficando com 320k para trás. Quando me pego olhando para a cara do Shaundeeb e do cidadão que abriu, minhas fichas caem na mesa já esta o Timex perguntando quanto eu tenho para trás. Ou seja, o nível de pensamento estava muito maior do que o que eu imaginei. Ele sabia que deixando 320 para trás eu não aguentaria em um range com blockers tendo visto a leitura do pré flop do Shaundeeb olhando para o UTG, nem ferrando. Posso acordar com jogo na cabeça dele? Sim, até posso, que é isto que vocês devem estar pensando, mas se ele me viu olhando para os dois antes mesmo de eu olhar as minhas cartas eu estaria morto. Ele iria fazer. Eu não sabia se ele tinha visto ou não. Eis que ele ficou me encarando por uns 2 minutos seguidos, e eu fui lá dentro da alma dele, quase que convidando confortavelmente ele para shovar, sentindo se assim ele acreditaria que de fato tinha valor.

Depois de 2 minutos ele foldou, a ação voltou para o UTG1 que foldou, e voltou para o Shaundeeb que ficou estático por mais dois minutos depois de perguntar novamente quanto eu tinha para trás. Tenho certeza que na cabeça dele ficou passando um filtro violento sobre meu range de 4bet e tentando lembrar os olhares antes das ações, ele olhou para a minha cara mais uma vez e anunciou All in. Ou seja, ele tribetou ou pensou em tribetar o cara antes de ver as cartas, eu encaixei um golpe duro de direita detectando isto, e mesmo assim ele me deixou em uma sinuca de bico tendo que foldar. Depois do meu fold ele olhou e disse “Tinha que fazer o que eu tinha que fazer!”.

Em uma outra mão abro 56 paus UTG com o Shaundeeb no bb na direita, o Timex da call do HJ e o Shaun completa. Flop 6TK duas de ouros. Eu cbeto bem, algo em torno de 60% de pote. O Timex leva mais dois minutos me encarando e começamos a imaginar o que aquele flop combinado com aqueles valores apostados podem transmitir para ele e ele pra mim. Ele sabe que pode me deixar desconfortável se quiser, raise neste flop dependendo contra quem pode dar um embrulho. Entretanto, eu acho que ele não me acharia tão bom assim se decidisse dar raise. Eu sei que KK e TT ele não tem, sua ação não considerou dar raise no pré flop pelo menos eu não consegui enxergar isto nas mãos e olhar dele, Se caso eu estiver errado tem apenas o TT, portanto daria raise flush draw, com pouco TT e nunca KK porque teria tribetado pre flop em uma mesa tão agressiva. Eis que começo a imaginar que ele por não me ver jogando torneios de 25k com nenhuma frequência e mesmo sendo Team Pro considere que realmente eu seja um bom alvo para foldar em flops como este depois de cbetar 60% contra dois. Se o meu Cbet mostra valor, o raise dele segundo ele mostraria ainda mais e acho que ele não sabe que eu sei que isto é mentira. Posso me preocupar com os draws de flush e sequência, mas aí o tamanho da aposta dele vai ser o definidor. Na minha cabeça se fizer raise para mais que 2.7x aumenta a possibilidade de draw, se for pra menos tem mais blefe do que semi. Ele depois de 2 minutos anuncia raise de um pouquinho mais que mini raise. Fiquei triste porque ele não me achou bom o suficiente para pensar em tudo isto, quem sabe da próxima vez agora ele eleve o meu “rate” kkkk …

Aí começa a aparecer um outro nível de jogo, eu estava tão confiante que se eu shovase ele foldaria que só torcia para todos os santos que o Shaundeeb foldasse. Mesmo assim ainda ele pensou pra caramba do big blind, veja o nível da galera. Acho que ele não tinha porra nenhuma mas pensou tudo isto que narrei acima e começou a ver um spot de oportunidade ali. Enfim depois de mais 1 minuto ele foldou. Eu perguntei quanto o Timex tinha para trás, ele apenas abriu a mão e começou uma troca de olhares que mesmo ele fazendo cara feia sentia que ele pedia para eu foldar. Ele tinha para trás ainda 220 mil e eu com 190 mil nos blinds 3/6k, ele tinha muito fold ainda. Pensei por uns 40 segundos apenas para fazer mais jogo com ele na encarada que gosta disto pra caramba e anunciei o all in ele deu insta fold.

É assim em um torneio como este., o tempo todo Mãos ultra leveladas, ultra pensadas, em um nível que não se encontra em nenhum torneio do mundo. Jogar 4 degraus acima do Metagame normal do ser humano te faz jogar os degraus abaixo em uma situação muito mais confortável. É claro que situações como estas existem em diversos outros torneios mas em um 25k é a todo momento, o tempo todo uma pressão enorme a cada jogada. Isto é um tesão!

Por isto defendo que jogadores de poker brasileiros, as estrelas maiores, tem que correr o circuito mundial. Nem que seja jogando satélite para Main Events, e side events, não pode fugir do jogo como muitos fazem. É claro que vão falar que os investimentos são pesados e etc mas a evolução para o jogo de cada um é tremenda e assim elevamos o nível dos ídolos brasileiros ao extremo. O Brasil tem alguns talentos que se estivessem viajando o mundo estaria alcançando níveis absurdos de jogo. Eu, Ariel, Decano, Zidane, entre outros estamos aqui fazendo isto, nos preparando, melhorando a cada torneio, mas poderiam ser muitos outros. É claro que existe um custo alto principalmente com o dólar nas alturas como esta hoje mas mesmo assim, existem possibilidade de hotéis mais baratos, passagens mais em conta se compradas antes, satélites e mais satélites tanto online quanto ao vivo, tem outs para poder correr o circuito. Sem contar que o prêmio é em dólar né, pense pelo lado bom.

É claro que também falo isto para um grupo muito restrito, sei que a maioria ainda não é o momento de fazer isto mas jogadores como Kelvin, Padilha, Luiz Tigrão, João Mathias, Chiconogue, Will, GM, Groww, Krema, Bauer, são jogadores que com experiência internacional mais aprofundada serão as alegrias do poker brasileiro no futuro, tenho certeza disto. Torço para que nas próximas eles estejam. Eles são técnicamente muito bons, já possuem viagens em seus CV’s alguns deles, não são enganadores, sabem de verdade o que se passa na mesa e o que fazer a cada ação, e são brasileiros, ou seja, vão fazer a gente torcer nos streamings pelo mundo. Tiro deste grupo caras como Simão, Nico, Yuri por exemplo pois acho que estes já estão com bagagem sendo acumulada e nível de gente grande para enfrentar tudo e todos.

O poker é um esporte calado, silencioso, você nunca consegue saber quem realmente joga ou não apenas olhando para a cara da pessoa, mas cada vez mais não é assim, ele vem evoluindo tanto em questão técnica, tática, postura, que cada vez mais você pode querer se defender como jogador profissional mas o mercado não aceita mais, você tem que ter resultados rotineiros e regulares, tem que se expor a cravar coisas grandes, pode até não cravar mas tem que ser fazer disponível para isto. Não pode ficar publicando fotos em redes sociais como se fosse jogador, usando óculos escuro, pagando de profissional de um esporte que até tempos atrás permitia isto sem realmente entrar em campo e saber o que esta fazendo. Portanto, meu apelo a você que esta começando é estude, estude muito. Se você masterizar este jogo ele vai te dar um prazer que poucas atividades no mundo podem lhe proporcionar. Eu estou no meu momento mais apaixonado pelo poker, mais profundamente apaixonado pela parte técnica do jogo, mas vivendo com intensidade o olhar para os jogadores e a lógica dentro de cada ação. Me preocupo sim com a parte marketeira como sempre me preocupei, posto vídeos no Face, faço promoções, mas meu foco hoje é 100% o prazer quase extra sexual que estou tendo pela mesa e os desafios que este jogo me traz quando o dealer começa a distribuir as cartas. Isto me faz querer jogar todo dia mais e mais.

Parabéns ao Timex pelo título, o homem é realmente diferenciado, muita gente vai falar ou eu mesmo poderia de uma forma perdedora argumentar as bad beats que ele me deu duas vezes que me eliminaram, mas somente eu e ele vamos saber que isto não tem nada a ver não, ele é melhor mesmo, é forte demais neste jogo que tentei explicar aqui para vocês, não deixa uma oportunidade escapar. Quando ele olha para mim sinto que ele sente que ele é melhor, mas agora sinto que ele sente que eu estou chegando, e já já vou causar mais problemas na mesa para ele e para os outros tretas que nem ele.

Agora é hora do Main Event, em 4 horas entro em campo com tudo. Ainda tem muitos torneios aqui em Malta mas não vou jogar mais nenhum apenas o Main Event até o final!

Grande beijo a todos galera,

André Akkari
TEAM POKERSTARS PRO

21 comentários sobre “O que tem em um torneio de 25k de tão especial?

  1. Parabéns por representar nosso país no Poker Internacional de igual pra igual com esssas feras do Poker. Sua análise detalhada desses momentos incríveis incentiva muito quem está começando nesse mundo fantástico. Parabéns pela participação no hr e boa sorte no me.
    Abraço.

  2. Post Excelente!

    Mais difícil do que dominar e interpretar todas as dinâmicas de metagame, é conseguir descrever tudo isso de forma tão clara e transparente.
    Parabéns!

  3. Parabéns pela trajetória. Jogo a pouco tempo e estudo bastante. Textos como este me trazem de volta a euforia de torcer pelo Brasil em algum esporte. DÁ NELES! GL.

  4. Texto sensacional, admiro cada vez mais seu trabalho como profissional e ajudando a levar o cenário do Poker cada vez mais para o Brasil, parabens.

  5. Vou na contra-mão dos comentários. Você Akkari, e todos os prós dizem que uma das coisas mais importantes no poker, é o controle de banckroll, certo? Vc pagou cerca de 40 mil Euros (quase R$200 mil) em inscrições nestes torneios. Duas perguntas: Quanto deveria ser o banckroll para jogar tranquilo? e a outra: Vc joga cavalado?

  6. Conseguir descrever tudo isso de forma tão simples que todos consigam intender, poucas pessoas o fazem com tanta clareza parabéns por isto tens tantos seguidores.

  7. NO MEU ENTENDER A PARTE PSICOLOGICA INFLUI MUITO, .A ADMIRAÇÃO POR CERTO JOGADOR MAIS FAMOSO INTIMIDA UM POUCO.BASTAUM OLHAR DIFERENTE , QUALQUER COISA QUE ELE FAÇA, VC JÁ FICA TENSO…NÃO É POR AI?

  8. NA MINHA OPNIÃO A PARTE PSICOLOGICA INFLUI MUITO, VC CONHECENDO A FAMA DO JOGADOR,, COM APENAS UM OLHAR DELE, OU QUALQUER MOVIMENTO DIFERENTE QUE ELE FAÇA NA MESA, ISTO NÃO INTIMIDA ?

  9. Akkari é realmente alucinante ler uma descrição dessas sobre um analise de um jogo com buy in de 25k. É como se estivesse vendo a mesa e a situação e a troca de olhares de vocês. kkkkkkk. Se pudesse dividir mais essas experiências seria muito bom. Ja contribui muito disponibilizando materiais para a evolução no poker, mas esse assunto de comportamento humano e habilidade na mesa realmente é fascinante! Abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s