Quem é o Igor Federal?

Acho que este é um momento propício para eu, que sou profundo conhecedor deste cidadão, dizer a vocês um pouco de quem é o Igor e um pedacinho do que ele já fez e esta por fazer ao poker brasileiro.

Digo o momento propício pois todos já estão sabendo que na próxima quinta feira ele vai fazer um anúncio importante sobre o futuro esporte poker no nosso país.

Depois de ser super bem sucedido na sua empreitada como empresário no ramo de educação, montando uma rede grande de escolas de inglês e vende-la para um grande grupo, o Igor acabou encontrando em um jogo de “baralho” o seu maior desafio de vida. Óbvio que este texto retrata a minha opinião sobre ele, não sei se ele concorda com ela em todos os pontos, mas como é meu blog kkkk, meu objetivo é expressar os meus pensamentos certo?

Conheci o Igor em 2007, quando tudo ainda estava começando no poker brasileiro. Ele com um senso empreendedor absurdo, começou a abrir contato comigo que na época já estava começando a criar algumas oportunidades dentro deste meio, o site Superpoker naquele momento, e aos poucos fomos nos conhecendo melhor até que veio a oportunidade de nos tornarmos sócios de verdade.

Desde então, venho tendo experiências e lições em vários aspectos dia após dia nestes últimos quase 9 anos de amizade e sociedade. É verdade que em um certo momento acabamos separando a nossa sociedade, assim como ele é um super empresário, também é um cara de temperamento e personalidade ultra forte, o que por um período batendo comigo que também não sou dos menos teimosos, preferimos nos separar e manter uma amizade super saudável. Ali foi um momento que vi que realmente o homem era diferente, mesmo afastados ele conseguia manter um discernimento e uma imparcialidade a cada decisão como meu “concorrente” que até hoje pelo menos não consegui achar em nenhuma outra pessoa com as quais eu cruzei na minha estrada. Entretanto, deixando o lado fantástico dele como empresário de lado, quero apenas dividir com vocês a questão da luta por um ideal que ele construiu nestes últimos anos.

Um dia nós dois combinamos, de fato, que se aquilo que gostaríamos de fazer, que achávamos que era super legítimo, saudável e para o bem da sociedade, por ignorância ou preconceito pessoas diziam que nós não iríamos poder fazer, que faríamos daquilo uma luta. A causa não era tão nobre como acabar com a fome na África, ou construir casas aos pobres, mas era apenas uma defesa pelos nossos direitos de fazer o que gostávamos, o que acreditávamos que poderia gerar empregos, atrair bons negócios, gerar entretenimento e diversão para muitas pessoas e um ambiente de competição super saudável e democrático. O mundo inteiro acreditava e acredita nisto, porque no nosso país seria diferente.
A causa era esta, e dia após dia, mês após mês, mesmo que não combinássemos a todo momento, ele dava uma tacada de um lado e eu dava do outro. Aos poucos foi ficando bem claro qual era o papel de cada um. Eu conversava com os jogadores, impulsionava o esporte nos canais que aos poucos fui construindo com a minha carreira, com o alcance até mesmo que os meus patrocinadores me davam. Ele atacava as frentes burocráticas, políticas, batalhava em tribunais, enfrentava polícia, enfrentava o preconceito na sua pior frente.
Aos poucos nossa dupla migrando para um time, outros embarcaram, e de repente em 2015, um time dos mais potentes se formou. Por todo o Brasil existem pessoas engajadas em fazer do poker um estilo de vida e brigar por este ideal. Somos parte de um time muito forte, mas muito forte mesmo.

Hoje nossa esquadra conta desde empresários, advogados, deputados, policiais, pessoas de bem em todas as frentes da sociedade, até uma comunidade de jogadores maluca, frenética pelo nosso esporte, algo de se causar inveja a todos os outros esportes.

Sinceramente, acho que o caminho dele foi bem mais árduo que o meu, não me diminuindo mas fazendo uma análise crua. Vocês não fazem idéia do que foram neste âmbito estes últimos nove anos.

Hora em São Bernardo a polícia invadia um torneio e mandava todo mundo colocar a mão na cabeça nos tratando como delinqüentes. Acredito que 0% responsabilidade da polícia, mas sim, fruto de um desconhecimento completo da atividade. Hora eu era chamado de viciado e irresponsável por pessoas muito próximas, pelas costas e pela frente. Hora a acusação era de monopólio, vinda de incapazes declarados, hora a acusação era de marketeiro, nada do que você ganhasse bastava para saciar a sede dos odiadores profissionais. Foram muitas forças adversas, muita inveja, mas o que prova que a briga era boa e que nosso trabalho estava no caminho certo.

E neste cenário fomos dando um passo atrás do outro.

Quando nasceu a CBTH, foi a hora que o empresário Igor se transformou na figura de responsabilidade pública. Como misturar tantas frentes e manter a compostura? Será que é possível o cara ser empresário de um setor, e ser cartola com honestidade?

Para mim diante da escola que temos no Brasil como por exemplo do futebol me parecia que não. Confesso que temi naquele momento. Mesmo sabendo da honestidade do meu parceiro, ali era uma prova de fogo que o brasileiro estava super acostumado a crer que ninguém passava.

Ele não somente passou, ele extrapolou, ele destruiu. Provou que brasileiro pode sim defender interesses de parte da sociedade e se manter idôneo, honesto, de caráter, coisa que nós vemos tão pouco.

As contas da CBTH não foram somente honestas, isso não bastava, elas foram colocadas com seus extratos bancários expostos nas Assembléias ao público. Não basta ser honesto neste Brasil, precisa provar que é! E se por acaso você conseguir passar na prova da honestidade você ainda precisa ser competente, que são coisas completamente diferentes.
Não somente honesto o Igor provou ser, ele foi de uma competência digna de receber centenas de homenagens como esta. Ele colocou todo o seu intelecto em prol deste esporte. Foram milhares de horas de reuniões para soluções de problemas dos mais graves aos mais simples, dos clubes de Porto Alegre a Rondônia, dos torneios pelo Brasil todo, foi impressionante a performance que este cidadão teve. Ainda falta muito é claro, mas muito já se passou.

É óbvio que vai ter gente que acha que estou eu aqui puxando o saco do homem. Este é um dos maiores problemas do ser humano na minha opinião. Para bater, maltratar, falar mal, a disponibilidade do ser humano é infinitamente maior do que para elogiar, agradecer, agradar. O meu exercício diário de ser um ser humano melhor passa por textos como este.

Por que não parabenizar, agradecer, e relatar um cara que fez o que ele fez?

Apenas acrescentando, Deus e meu esforço me deram tanta coisa boa nesta vida, que mesmo quando eu estava fudido já não era muito de puxar o saco de ninguém, imagina agora que estou um pouco melhor.

Mês após mês, nosso grande mantra, entre eu e o Igor era a cada vitória, seja ela apenas porque conseguimos uma parceria com um grande portal, ou porque ele conseguiu ganhar na justiça um caso dizendo que poker é de habilidade era “Pois é, tudo isto porque falaram que a gente não podia jogar baralho!”.

E foi nesta pegada que chegamos até aqui.
Na próxima quinta feira, o Igor vai dar uma notícia fabulosa, que eu não antecipo em nenhuma vírgula. Entretanto, meu texto tem apenas dois objetivos. Parabenizar o meu parceiro e ressaltar a vocês o papel que este homem vem tendo na nossa comunidade. Quando você o encontrar no BSOP pode agradecer, você não vai errar, todas as formas que tivermos de retribuir acho que temos que aproveitar. O maior patrimônio que o poker tem é a sua comunidade de fanáticos, por isto, para que não erremos em nenhum momento escrevo um post desta natureza.

O que fez o poker chegar onde chegou no mundo todo foi a nossa vontade de jogar sem que ninguém diga que não podemos, nossa união em torno deste esporte é algo que não acontece em nenhuma outra atividade, ou em bem poucas, e é esta união que vai fazer com que nosso esporte chegue ainda mais longe. Para quem gosta de poker, falar mal do esporte é quase como falar mal de alguém da familia, é por isso que somos tão enjoados, e não vamos parar enquanto não nos deixarem praticar a porra do esporte que queremos, é deste jeito que funciona por que é legítimo, honesto, democrático e saudável.

Nos próximos posts vou falar sobre algumas figuras importantes que aderiram a nossa batalha, Presidentes de Federações, Advogados, Empresários, Delegados como meu amigo Braúlio Melo que merece um capítulo a parte, mas acho que eu, como um dos representantes dos jogadores no Brasil, e envolvido também na luta pelo nosso esporte, tenho como papel dividir com vocês estas informações, tenho certeza que vocês vibram junto comigo a cada passo.

Ao Igor, que tenho certeza que vai ler este texto, quero apenas agradecer e parabeniza-lo por tudo o que você fez até aqui parceiro. Se a maioria dos nossos governantes tivessem 20% do caráter que você tem para tomar decisões representando alguém este país seria completamente diferente. Obrigado por todo o apoio, pela parceria e por batalhar tanto pelo poker no Brasil.

Quando eu cravei o bracelete da WSOP o Sr estava junto com seu pai e seu irmão sentado na minha direita, ao lado das cameras da ESPN, bem pertinho do relógio de blind, eu vi o Sr ali muitas vezes sofrendo e torcendo a cada flop. Na próxima quinta feira, olha na arquibancada que eu vou estar ali, e dali eu não saio nem fudendo, pode vir com a marreta que não me tira do rail.

Grande beijo!
André Akkari

10 comentários sobre “Quem é o Igor Federal?

  1. O ser humano vive melhor em estado de agradecimento.
    Vc Akkari é e se torna gigante não pelas suas conquistas e sim por suas atitudes…
    Parabéns.

    • Só complementandO, desde que vi a bandeira do brasil naquela cadeira vazia decorrente da morte do seu pai te sigo a cada dia, nunca pelos seus resultados nas mesas mais sempre pelo quebfaz fora dela….simplesmente admiravel, quem sabe um dia possa lhe dar um abraço e te dizer o quanto te admiro….

  2. Bom dia Akkari,

    Sobre o nosso presidente nem preciso comentar muito, desde 2006 quando comecei a “brincar” ele é uma referencia sem tamanhos. É hoje se eu já consigo discutir com algumas pessoas sobre a legalidade do nosso esporte, parte dos argumentos esse senhor ajudou a conquistar.
    Tive o prazer de em um torneio em São José dos Campos conhecê-lo junto com o Sequela e lembrei de que no começo a revista FLOP era enviada de graça aos assinantes, algo que eu não entendia visto a qualidade do material.
    Fora o texto sobre o Federal, tiro meu chapéu pra você sobre o comentário de que o ser humano não sabe agradecer. Acho que somente essa mudança nas pessoas já causaria um impacto imensamente positivo no mundo. Vamos em busca dessa realidade!

    Parabéns pelo blog.

  3. Agradeço que eu tive a oportunidade de trabalhar diretamente com o Igor Federal. Estive presente nos primórdios da CBTH, ajudando a estruturar o site, carteirinhas, comunicação, etc.

    Desde o começo, eu sabia que este cara exemplar iria conseguir alcançar os seus objetivos. Eu tive a oportunidade de acompanhar de perto o dia-a-dia, as dificuldades e conquistas enfrentadas durante esse período que estivemos juntos.

    Parabéns Igor Federal, continue sendo esse cara coeso que você é em todas as vertentes da Vida. É com muito orgulho que dedico os meus sinceros parabéns por todas suas conquistas ao longo de todos esses anos.

    Um forte abraço,
    Pedro Henrique

  4. Tá aí um dos motivos pelo qual você é ídolo de tanta gente incluindo a mim, além de grande esportista e apaixonado pelo poker, é um ser humano generoso , ponderado e honesto. Sorte de quem tem o privilégio de tê-lo como amigo André! Á nós resta admirar e torcer por ti. GL brother!

  5. Parabéns pelo excelente artigo em defesa do BEM!!!

    Elogiar deveria ser algo natural de todo ser humano, mas infelizmente somos bombardeados pela comunicação o tempo todo com as coisas ruins do dia a dia, o que transforma uma sociedade doentia.

    Seja qual for o anuncio, os amantes do poker serão brindados com mais uma batalha vencida por um grupo de pessoas que merecem todo o respeito e SUCESSO da comunidade.

    Antecipo meus agradecimentos por mudar a minha vida através desta LUTA do Igor Federal, e de todos aqueles que estão nesta batalha de mudar a VISÃO do esporte para com a sociedade “moderna”.

    A propósito, lembrei da época lá atrás do “Na Mira do Pro” quando você disse em um dos episódios que o Igor Federal tinha aversão a redes sociais. Ele já aprendeu a usa-lo? rsrsrs Brincadeira!!!! 🙂

    Abraço,

    Alex Yamaguti

  6. Akkari, belíssima e justa homenagem. Reconhecimento e gratidão são sentimentos nobres que só partem de almas iluminadas. A trajetória do Igor e toda essa nossa batalha de luta e convicção de que o Poker é realmente um esporte, são sim uma bela história. Me sinto muito honrado de fazer parte dela!!!

  7. Se o Akkari não quis comentar, comento eu kkkkk!!
    A notícia é realmente importante para todos os praticantes do Brasil:

    O Ministério do Esporte criará um grupo de trabalho para regulamentar o pôquer como esporte no Brasil.

    Sem dúvida é um processo com participação grande do Igor e também de muitas outras pessoas!! Parabéns a todos!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s