O nome dele é Johnny!

E aí galera, beleza?

Desculpa a demora na atualização aqui do blog, me perdi em compromissos aqui nos últimos dias e acabou não dando tempo.
A vida tá corrida, muita coisa para decidir antes de começar a reta mais forte de eventos ao vivo do ano. Eu não administro nenhuma empresa que eu estou envolvido praticamente, mas sempre tem a minha colaboração principalmente na área comercial e desenvolvimento de negócios, sempre posso ajudar em algo e isto toma um tempo absurdo.

Na semana passada fiquei praticamente atolado entre Los Primos e Sango, foram novas parcerias na primeira, coisas maravilhosas acontecendo com os nossos sorvetes. Engraçado como o mundo das franquias funciona, no verão época em que bombam as sorveterias os pedidos de franquias aumentam vertiginosamente, entretanto, de pessoas não experientes que querem começar seu primeiro negócio, ou montar uma franquia para esposa ou para os filhos, já agora que o inverno se aproxima é impressionante o que diminui este tipo de pedido e aumenta demais os das pessoas experientes em franquias de verdade. Eles sabem que a grande sacada é se preparar agora, passar meses de calmaria aprendendo a operação para quando chegar o final do ano entrar já a todo vapor arrepiando. Vivendo e aprendendo, graças a Deus estamos preparados para isto e com as máquinas a todo vapor.
O que me deixa feliz na Los Primos e a quantidade de pessoas de alta qualidade envolvidas no processo, meus sócios e parceiros é que realmente fazem a empresa andar, estão colocando tudo na linha empresarial que todos sempre sonharam, isto dá uma felicidade enorme, saber que são pessoas capazes e de confiança.

Mas este post não é para falar de empresas ou poker no mundo dos negócios, este post é para falar de jogador de poker, de parte técnica e do futuro do poker no Brasil.

Conheci este cara fazem uns 5 anos se não estou enganado, minha primeira experiência com o João Simão foi em um torneio do LAPT ou BSOP, em Florianópolis, lá tive a oportunidade de fazer um heads up com ele em um evento paralelo, se eu não me engano um second chance, para ser muito sincero não lembro nem quem ganhou, mas foi minha primeira vez conhecendo e conversando com aquele garoto. Garoto mesmo, um menino sentado na mesa de poker mas que já dava sinais de ser um menino especial. Se eu não me engano, já neste evento ele tinha feito duas ou três mesas finais e ganho dois eventos, algo assim. Até então, já vi vários caras tendo estas runnadas em uma só série, não significa muita coisa.

Deste dia em diante, João Simão foi sempre figura carimbada nos eventos principalmente ao vivo, não me lembro de ele ter me chamado a atenção pelo online até aquele momento, não o conhecia pelo menos, mas me lembro de em diversos BSOP’s e eventos pelo Brasil cruzar com aquele moleque de cabelo parecido com o do Biro Biro, sempre com o sorriso no rosto, um pouco de prepotência natural de quem cresce muito rápido em um jogo como o poker que envolve boas premiações mas sempre muito respeitoso e simpático.

Isto até 2012. No ano de 2012, meu relacionamento com ele começou a ser um pouco mais intenso, nada demais também, a distância sempre fez com que não formássemos aquela mega amizade, meu carinho por ele sempre foi muito grande, e em 2012 combinamos de ir para Las Vegas na WSOP e rachar uma casa alugada por lá.

Confesso que foi uma experiência estranha!

Conheci a fundo naqueles 40 dias que ficamos juntos o “INeedMassari” seu nick no PokerStars. Digo que foi estranha porque para mim conhecer mais de perto a personalidade e as características daquele garoto (chamo de garoto pq tenho 40 anos hehehe) , foi uma experiência única. Conheci muita gente boa de poker já na minha vida, gente pior que eu, muita gente melhor que eu, e alguns caras tão melhores que eu os considerava “fenômenos”, este é um grupo bem pequeno. Sempre quando eu encontrava alguém, deste grupo dos fenomenais ele vinha com além de um poker fantástico muitas características negativas atreladas, parece que os gênios realmente são incompreensíveis né?

O João Simão naquele ano não me parecia estar na categoria dos fenomenais, mas estava muito perto dela. Entretanto, ele tinha algumas linhas de personalidade que me levavam a crer que para que ele alcançasse aquele nível de jogo que tão poucas pessoas alcançam, ele teria que lutar demais com algumas fraquezas pessoais como, controles emocionais, inseguranças e coisas deste tipo que iriam ser grandes obstáculos na vida dele. Geralmente quando isto acontece o cara tem que dar um pouco de sorte, pelo menos a sorte de cruzar pessoas do bem e iluminadas em sua vida, que realmente o amem e saibam controlar seus pontos fracos para que ele cuide dos pontos fortes e voe.

Neste ano me parecia que a luz do João Simão e a sua sorte já estavam decretadas. Depois de alguns dias que eu fiquei com ele sozinho na casa, seus assuntos praticamente se resumiam a dois itens, poker, mãos de poker, tudo sobre poker e um anjo chamado Luíza. O homem só falava destas duas coisas, Poker e Luíza, até enchia um pouco o saco, era só isso mesmo kkkk…

A relação dele com o jogo era tão nervosa, tão tensa, tão insegura fora das mesas quanto a relação dele com a Luíza. Por outro lado, quando íamos para o salão da WSOP e ele entrava em campo, eu não me lembro de ver um cara tão seguro, uma cara tão boazinha se transformar em tão “do mal” ( no bom sentido) como a dele. Era muito louco ver isso. Fora da mesa o bicho era um poço de insegurança, de incertezas, hora achava que o poker era um jogo de azar, hora achava que ele era o cara mais azarado do mundo, o tempo todo falando de “big hit”pra lá e pra cá e hora falava como se fosse o Ivey brasileiro, mas dentro da mesa não dava para ver 1% de dúvida que a todo momento ele sabia exatamente o que ele tinha que fazer.

Quando ele falava da Luíza suas incerteza eram menores que as do poker, mas mesmo assim latentes. não sabia se a pedia em casamento, se casava ali em Vegas mesmo ou se marcava seu casamento para 2030 hehehe, engraçado isto né, o ser humano é um bicho muito louco.

Lembro que lá mesmo, eles se encontraram, ficaram juntos por bons dias, curtiram, e depois quebraram um pau dos piores que eu já vi a ponto de ela arrumar a mala e pedir um táxi, para voltar para o Brasil no meio da viagem. Sorte que deu errado o taxi e eles se acertaram aos 45 do segundo.

Porém, mais engraçado que isto foi o que aconteceu depois. Nesta mesma viagem eles colocaram a casa em ordem, acalmaram e de repente com a cabeça em ordem vinha a tona de novo o INeedMassari, o bicho na mesa, e ele dia após dia jogava e falava coisas que mostravam que ele se aproximava demais da categoria “fenômeno”.

Eis que de repente o tempo passou! Hoje não tenho tanto contato com ele mais, ele e seu anjo moram na ilha de Floripa, mas sei de algumas coisas sobre ele, tanto sobre a vida pessoal como sobre o jogo.

Seu anjo estacionou de vez ao seu lado, e aconteceu o que eu previa, por mérito dele e por força do destino tudo o que ele precisava aconteceu.

Ainda o menino inseguro existe, mas sua capacidade de evolução atrelado a sorte de seus anjos se alocarem ao seu lado fez com definitivamente ele mudasse de categoria, hoje ele é fenomenal.

A Luíza e seu filho Raul deram para o Brasil um dos melhores jogadores de poker que poderíamos ter, com a idade certa, a familia certa, a personalidade certa e as condições que um gênio precisa para trabalhar.

João Simão hoje é parte do que nós temos de melhor no poker brasileiro. Não tenho a mínima vergonha de babar o ovo de um cara que nem ele. Até acho que eu gosto mais dele do que ele de mim, 0% de frescura, mas aquele história “Akkari marqueteiro bla bla bla” já pegou muitos desta comunidade kkkk, isto no mercado de poker nos últimos anos aconteceu algumas vezes, principalmente por caras que jogam melhor do que eu, as vezes ficam bravos com a exposição, sentem uma injustiça no ar, mas eu pratico um esporte e é meu papel como um dos embaixadores e um dos jogadores que mais tem acessos a pessoas de fora da comunidade do poker, celebrar, informar e trazer ao máximo de pessoas possíveis quem realmente faz diferença neste nosso esporte mental. João Simão, goste você ou não é um dos melhores jogadores de poker do Brasil se não do mundo na minha opinião.

De coração ainda acho que ele tenha muito a aprender, como todos temos, talvez nem tanto a parte técnica do jogo em si, mas mais na relação com esta atividade nova chamada poker que surpreendeu o mundo todo, uma atividade que não é fácil de se conviver, precisa se ter um preparo emocional 100% afinado, mas através do esforço principalmente dele próprio, amparado pelos seus anjos, já conseguiu dar grandes passos rumo a marcar seu nome na história deste jogo no mundo todo.

Ontem e praticamente todos os meses online ele deixa rastros disto que eu estou falando, ontem ele cravou dois torneios dos maiores do poker online, pegou outras duas mesas finais, ganhou vaga para o EPT de Monte Carlo. Mês passado fez o mesmo nível de estrago, no outro mês a mesma coisa, e no outro igual, e no outro igual. Ele ganha ao vivo e online, o tempo todo. Ele sofre variância como todos sofremos mas ele sofre mais com a inveja dos outros de ganhar tanto e esfregar tanto na cara dos haters como aquele menino inseguro esta se transformando em um dos melhores do mundo cada vez mais rápido e sólido.

Fica a minha declaração pública pela pessoa do João Simão, meus agradecimentos aos anjos dele e principalmente os meus aplausos para o seu talento. Falta isto no Brasil, elogiar os outros!!! As pessoas só xingam, só criticam, nunca falam bem dos seus ídolos, nunca os vangloriam. Eu aprendi na minha vida que isto é que move o mundo, isto é fazer o bem. Somente ele crescer para o seu próprio bem já é irado demais, mas alguém falar para ele o quanto o admira e quanto ele esta de parabéns gera mais coisa boa ainda para ele e faz o bem para mim também, portanto não me preocupo nunca em fazer isto.

João Simão hoje, com Yuri Nerd Guy, Ariel Bahia dentre alguns outros faz parte do batalhão de elite do poker brasileiro, e se você esta lendo meu post é porque provavelmente gosta de poker como eu, portanto, torça para estes caras, vibre com eles, ajude-os a não tiltar, promova seus nomes, isto faz com que o nosso esporte cresça e o nosso orgulho nas mesas também.

Eu nem precisaria falar isto, mas quero lembrar que não tenho nenhum interesse nisto, não ganho nada financeiro com a vitória do João, ganho apenas vibração e orgulho de um brasileiro, apaixonado por poker, ver alguém ser tão bom neste esporte a ponto de matar o jogo nas mesas com tantos gringos, eu gosto disto, gosto do meu povo deitando e fazendo bonito.

Parabéns Johnny, vai com tudo parceiro, não deixa nada te parar, evolua no mesmo nível técnico e como pessoa, lute como todos nós contra suas fraquezas e crave torneios atrás de torneios, a Luíza agradece, o Raul agradece, mas nós também agradecemos, é muito bom ver um brasileiro assim arrepiando, tome cuidado com dinheiro, não corra atrás dele, que ele aparece. Você não precisa de Massari, você precisa de cabeça centrada e anjos, como todos nós precisamos!

Valeu galera, grande abraço a todos e muito obrigado pela torcida ontem na reta online e nas mesas finais,

André Akkari

14 comentários sobre “O nome dele é Johnny!

  1. FODA!!!! SIMPLESMENTE FODA!!!!
    Meu maior ídolo no joguinho é o João… além de jogar muito, é atleticano, é mineiro… e escreve umas coisas no blog que me fazem emocionar e acreditar que eu tbm vou chegar lá… que homenagem foda… parabéns João… parabéns Akkari, pela homenagem prestada…

  2. simplesmemte um lição de mestre. Falta elogiar mesmo o que é terra. Grande aplauso para o Simão e ao akkari pela essa lição de vida. Menos crítica e mais elogio.

  3. Parabéns mestre Akkari muito bom texto , homenagem muito merecida e cada dia que passa te admiro mais pela sua humildade e sua sinceridade, vc realmente é MITO… Vamoooooo pra cima BRAZUCADA….!!!!

  4. Pingback: Uma homenagem de um ídolo pra lá de especial! | BLOG JOÃO SIMÃO

  5. Sem palavras por esta homenagem Akkari, é isto que muitos precisam reconhecimento por um trabalho bem feito, e são esse pequenos gestos que fazem uma grande diferença nas vidas dos outros João joga demais o joguinho, parabéns pelo post e pela iniciativa, é por essa e muitas outras atitudes suas que eu admiro muito vc como pessoa e como jogador de Poker!!

  6. aakkari, vou te falar que me arrepiei todinho lendo isso!!!!!
    Que homenagem!
    Que humildade!
    Penso da mesma forma que vc, aplaudir quem realmente veste a camisa e se esforça a cada dia para evoluir, não só no poker, mas em todas as áreas de nossas vidas, e na real, tem que ser feito sempre!!!! G.L pra vc aakkari … e G.L pra vc simão!!!!
    Que Deus abençoe vcs!!! e vamo estudar!!!!! hahaha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s