O Main Event do BSOP – Técnico

E aí galera, tudo beleza com vocês?

Aqui tudo fantástico, tirando que o teto da minha casa caiu, literalmente, o resto esta tudo maravilhoso.

BSOP esta sendo um enorme sucesso, marcando a história do poker brasileiro, minha campanha no Main Event foi muito legal, queria ter cravado mas ter jogado bem e chego ali na cara do gol foi uma experiência super boa e os negócios bombando, Surto, Los Primos e QG arrebentando em todos os sentidos. A única coisa apertada esta o tempo, o número de compromissos e reuniões esta ficando cada vez mais apertado. Este momento do crescimento é super estratégico e estamos contratando pessoas boas para ficarem ao nosso lado.

A reta final do BSOP Main Event esta nos enchendo de orgulho, dois alunos do QG estão por lá incluindo o Ricardo que fez a palestra comigo na segunda feira e teve uma performance irada, jogando na minha mesa por muito tempo e aplicando tudo o que lhe foi passado nas 2 horas de bate papo que tivemos, fico super feliz de poder influenciar pessoas desta forma.

O próprio evento do BSOP foi presenteado com a reta final do MoneyMaker, o maior fenômeno do crescimento do poker no mundo veio para o Brasil e fez bonito. Quase deu mesa final! Ele ficou super feliz, é um cara do bem, que joga o fino do jogo e te-lo aqui em nosso país performando bem é um grande presente para o nosso poker.

Eu fiquei bem feliz com o meu jogo, dia 1 e 2 joguei o meu melhor poker, com mãos sendo muito bem pensadas e tomando as decisões que quando acabam o dia te deixam feliz, independente de puxar o pote ou não o poker é feito de decisões singulares que fazem com que no médio e longo prazo você veja o lucro. Os dois maiores eventos de poker da história do Brasil eu consegui figurar bem, no LAPT peguei a mesa final e neste BSOP Millions consegui ir deep, não me deixa super feliz porque eu queria cravar mas sempre analisar seu desempenho de uma forma honesta é parte do processo de continuidade do aprendizado e estou bem focado nisto.

No dia 3 na mesa da TV cometi um erro crucial, inclusive falei isto no instagram quando tivemos o dinner break mas cada vez mais a internet vem se tornando um local de pouca coisa produtiva, quer dizer as redes sociais, nego quer xingar, brigar, e etc, parece que o mundo digital liberou todo o ódio e inveja acumulada de pessoas tristes, mas por outro lado, existe um outro grupo de pessoas que faz valer a pena as discussões, por isto resolvi dar detalhes técnicos do erro que eu acredito que tenha sido responsável pela minha grande fatiada.

Comecei o dia 3 com apenas 310 mil fichas e em menos de duas horas, com apenas um showdown em um flip de TT x AQ contra meu grande parceiro Fabinho Souza, meu técnico de futvolei hehehehe, onde ganhei 200 mil fichas, o resto construí um castelo sem mostrar as cartas, cheguei a 1.8kk, poucas coisas dão tanto orgulho para jogador de poker do construir fichas sem mostrar as cartas, sei que alguns de vocês sabem disto.

Entretanto, fui movido para a mesa da tv, onde de novo comecei bem, jogando potes pequenos para aquele momento e puxando novamente sem mostrar as cartas até que eu abri do UTG+1 de A8s e o parceiro mais tight da mesa, deu call no MP1. Claramente ele vinha jogando o poker mais tight daquela reta final, conservador ao extremo, calculando a todo momento as suas fichas e com uns 20bbs ele deu call e começou a mão que eu acho me tirou o torneio ali na cara do gol.

Flop bateu 665 rainbow, eu cbetei este flop de uma forma que já estou bem acostumado, um dos segredos do meu jogo, cbet de valor menor convidando o call de todos os pares menores que o board e maiores que o board mas menores que T que a região que eu acho do range que continua na mão, para no turn soltar uma bomba por blefe onde acho que o range inteiro solta. Isto dá muito certo e inclusive este movimento é chamado de a “Jogada Akkari” na galera do curso semestral, batizado pelo meu ídolo Leonardo Bueno. Meu oponente deu call como eu esperava, turn veio um 7 deixando o board com duas de paus. preparei o canhão e mandei 160k em 180k, deixando ele com 315k mais ou menos para trás. Aí foi que minha leitura e ação em geral me comprometeu, ele deu call, sem pensar muito, o que faz acreditar que agora fica no range dele apenas 88 que é over pair e duas pontas e 99 que é over pair e broca, até mesmo o 44 que também seria duas pontas eu acho que ele pensaria um pouco a mais, não muito pq até poderia dar o call também, mas o tempo fala alto neste jogo, é um dos maiores tells que o poker possui. Como coloquei ele em TT menos no pré flop desconsiderei o AA, KK, QQ e JJ pois acho que mesmo sendo ultra tight pela atividade que eu estava dando na mesa achei que ele me voltasse pré flop, o TT seria o limite da tightisse kkkk…

Com o call rápido e ficando com apenas 315k pra trás no river vem um K e ali eu tinha tudo para coloca-lo em all in mas dei pra trás, não conseguia mas ver o cara ficar com tão pouca ficha pra trás e foldar o river, mas ele foldava. O homem tinha JJ e quando deu check estava quase em parada cardíaca agradecendo por eu não ter betado o river pois se não ele foldaria. Independente do julgamento da jogada dele, fiquei puto da vida de não ter ido all in, coisa que eu faria normalmente mas ali pela velocidade do call e a quantidade de fichas pra trás eu abortei. Dali pra frente comecei a não jogar mais meu melhor jogo, foldei bastante que é o melhor remédio para tilt mas mesmo assim a falta de valor e as ações para levantar fichas que encontrei valor na mão dos oponentes me tiraram o foco, o mode ideal para cravar o main event.

Independente disto, este é o processo que você deve adotar para evoluir, estudar, discutir e avaliar cada uma das suas jogadas, não amparadas pelo resultado e sim por qual seria a melhor jogada, a jogada perfeitoa e assim seu poker evolui demais e rápido. Ainda não sei se a melhor jogada seria coloca-lo em all in no river no K mas acredito que sim, o stack pra trás assusta e a velocidade do turn assusta, mas eu tinha que ter considerado o quão tight ele era e o quão importante era aquele momento que ele tava vivendo, o fazendo foldar uma porção de mãos.
Depois veio um AT que joguei contra o mesmo oponente e acabei perdendo no flop TT8 para 22 que acertou o turn, onde fui de check call nas três streets, mas aí não acho que eu tenha errado sendo que o size bets era de fato de fraqueza no flop e meio que perdido no turn e river, caso contrário eu teria perdido todas as fichas nesta situação.

No mais é isto galera, amanhã começa o curso de Poker e Negócio na Surto, uma inovação no nosso processo de educação, estou muito ansioso para participar. Já temos a sala quase cheia e restam poucas vagas, se você estiver interessado o valor é apenas R$900,00 para quatro aulas, em São Paulo, acho que você vai se divertir se você tem negócios e adora jogar poker. O curso envolverá tudo o que nestes últimos anos eu extraí do poker para conseguir construir estratégias vencedoras nas empresas. Caso você tenha interesse liguei para 96894-4656 e fale com a Stephanie, ela vai reservar sua vaga para amanhã as 19 horas na Vila Mariana.

Grande abraço aí galera e toca eu correr aqui para arrumar um engenheiro e gesseiro para arrumar o barrado que desmoronou ontem, A La a música do Jorge Aragão! kkkk

André Akkari

14 comentários sobre “O Main Event do BSOP – Técnico

  1. Isso ai Akkari na minha humilde opinião só os resultados do LAPT e no ME BSOP Millions foi top isso é um sonho para qualquer jogador (amador ou profissional), quem sabe um dia chego nesse nível. Abraços e não pare nunca de ser o que é, postar as mãos, colocar a discussão na roda e projetar ainda mais o poker.

  2. Pena que não deu certo Akari! Fica pro pró BSOP. Estou iniciando no poker e tenho acompanhado tudo que você tem feito pelo esporte. Parabéns! Você tem sido uma grande influência para compreensão do jogo e um impulso legal para a vontade de jogar! Não desanima! Abs

  3. O que me impressiona em voce Aakkari é a humildade, a paixão pelo poker e o zelo por seus fás e toda a comunidade. Voce nao precisa provar nada a ninguém, seus resultados e ações dentro e fora do poker falam por si, mas mesmo assim vem aqui discutir o seu jogo e explicar sua ações, e ainda tem gente com cara de pau de criticá-lo. Parabéns pena enésima vez, e vida longa para seus projetos e cada vez mais sucesso….estou aguardando o próximo vestibular para tentar uma oportunidade no seu time…abs!

  4. Fala Akkari,
    Tudo bem?
    Acompanho seu “blog” e jogo poker por diversão.. Vivo do entretenimento e eis que me vem a seguinte pergunta..
    Você tem planos de vim a Fortaleza dar um de seus cursos?
    Se tiver interesse, entra em
    Contato e vamos colocar à ideia pra frente!
    Abs

  5. aakkari, queria aproveitar este post mais recente para lhe escrever. Estou seguindo as dicas, praticamente a fio do post que fez de “Como virar Profissional de Poker‏”. E para você saber, como iniciativa minha comecei do “0”, tinha alguns FPP, e foi com eles que consegui aumentar meu bankroll. Em um dos torneios fiquei em 2° de 1756 players e ganhei 51,20 dólares. Já venho estudando desde 2012, e sei que posso aprender sempre mais, e busco isso a cada dia, mas também sei, que minha hora está chegando (não só minha mas de meu time de poker, hehe,, éé temos um time, com logo e camisa, se chama TEAM FFULL). Mas então, não comecei com $100,00 dólares, como avia escrito, e sim com os $51,20, mas com o mesmo objetivo e disciplina, estou na parte 1 ainda, mas posso dizer que funciona mesmo (precisava disso para desenvolver meu poker e treinar em mais telas) fiz uma planilha bem detalhada, de todos os torneios que estou disputando, é o saldo final está sendo positivo, estou muito feliz e quero agradecer a você, sei que ainda não consegui nada praticamente, mas sei que com muito esforço, dedicação, disciplina, chegarei lá, é meu sonho e vou lutar pra conseguir. Mas quero agradecer, porque você me incentiva a continuar com os estudos todos os dias, graças ao seu empenho (QG, na mira do pro, mandando bala, blog, twitter, e tudo que faz para criar jogadores neste país..). Sou seu fã, e quero que saiba, que ainda irei jogar em alguma mesa contra você… eu e meu time, é bom sonhar! Ainda mais quando o sonho começa a se realizar (não falando de resultados, mas sim do desenvolvimento nas mesas, e o que eu precisava era treinar e subir meu bankroll…) Valeu aakkari, queria compartilhar esse meu empenho! Abraço.

    Obs: uma pena você não ter ido all in no turn! Também creio que ele largaria fácil!

    Filipe Maiccon Medeiros Maciel – Curitiba-PR
    filipekap@hotmail.com
    (41) 9947-7307

  6. Então mestre tb acredito que o shove no river era o correto pelo fato de vindo o K que estava no seu range e expulsaria um monte de mãos que estavam no range dele, mas a gente que joga poker sabe que no poker vc tem que tomar decisões a todo momento. E todos os jogadores, sem exceção, cometem erros. E quem entende de poker sabe que uma jogada errada não diminui em nada a sua qualidade de jogo e tudo que vc representa pro nosso esporte!! Só tenho a agradecer por toda sua luta pra levar o poker ao patamar que ele ta hj!!! Vc é o cara, e não dê ouvidos pra esses que tão te criticando até pq aposto que nenhum deles não são metade do jogador e da pessoa que vc é. E como vc citou o Jorge Aragão, tem uma outra música dele que se encaixa bem nessa situação!!! “Respeite quem pôde chegar aonde a gente chegou.” Muleque Atrevido – Jorge Aragão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s