Análise NOVEMBER 9 – Mark Newhouse – #vamofostera

E aí vambora continuar nossa análise?

Confiança!

Esta é a palavra chave relacionada ao Mark Newhouse, tanto no excesso quanto na falta na minha opinião.

Simplesmente é o segundo November 9 seguido que o homem pega, incrível certo?
Um dos maiores sonhos de um jogador profissional de poker é chegar a mesa final de um Main Event da WSOP, este cidadão fez isto duas vezes seguidas.

Por um lado, ele vem carregado de auto confiança, ninguém fez isto na história, mas por outro lado acho que o Bruno pode-se beneficiar disto. Os momentos ruins que todos os jogadores passam em uma mesa final, onde acende o alerta que talvez você possa ser eliminado, acredito que para ele vai falar muito mais alto. Chegar duas vezes e cair na segunda em nono seria trágico, cair em sétimo, sexto, também, acredito que a hora que este momento ruim chegar é uma boa oportunidade para tirar vantagem disto. Calls e check folds no flop acontecem em uma escala muito maior para quem perde a confiança, e isto é bom para quem esta com o peito inflado enfiando ficha na orelha dos outros.

Em uma recente entrevista ele disse que ficou devastado na eliminação da última vez, portanto, este fantasma vai rodar a cabeça dele.

Joguei algumas vezes já com o Newhouse, ele sempre foi tight, mas flopador, sempre curti os calls pré flops gerando uma tendência a passividade mas nunca foi bobo, muito pelo contrário, soube sempre trabalhar o pós flop melhor que a maioria. Por incrível que pareça não foi o que vimos nos últimos episódios da WSOP onde ele cometeu erros infantis na minha opinião que acabaram sendo recompensados pelo baralho no final, mas pode ter certeza que estes erros não são o retrato do jogo dele, ele é bem mais esperto se não não teria chegado a esta marca histórica.

Esta tendência a flops Newhouse traz do limit, sempre jogou os jogos de poker nesta modalidade e normalmente quem estuda este tipo de jogo desenvolve habilidades pós flop mais rapidamente. Nesta modalidade ele fez muito estrago na WSOP de 2006 onde pegou uma mesa final e depois veio a fazer mais estragos no NLH cravando uma etapa do WPT, portanto, bagagem o homem tem de sobra.

De acordo com o assento do Brunão, o Newhouse esta longe, no meio da mesa, seat 4, então não promete ser o mais chato para pegar no pé do brasileiro na canhota, mesmo assim, estando com o espaço entre eles, Newhouse tem 26.000.000 de fichas, stack mais saudável que o do Bruno, ele tem 65 big blinds no começo da mesa final mas também é uma pancadinha só para as situações entre eles se inverterem.

Diferente da primeira análise, Jorryt, o Newhouse acredito que já respeite mais o nosso representante, ele vem de alguns embates contra o Bruno onde a briga foi bem boa. Bruno já abriu a caixa de ferramentas contra ele o que vai fazer com que ele entre bem mais cuidadoso na minha opinião.

Um outro ponto positivo na minha opinião é que ele decidiu depois de pegar outra mesa final se afastar do jogo, não quis jogar mais nenhuma mão de poker segundo entrevista para a ESPN a não um evento na Austrália, isto pode tirar um pouco da pegada do homem na minha opinião, poker é rotina, poker é amostragem e volume, isto faz não somente com que os resultados apareçam como também com que sua performance melhore a cada jogo, postura, olho no olho, confiança, não jogar não acredito ter sido uma sábia decisão.

Por outro lado, Brunão foi para jogo, vem jogando quase toda semana e inclusive pegou uma bela mesa final no 6 max na Austrália sendo eliminado pelo Hellmuth, ou seja, tá pra jogo, vem crescendo, as coisas estão acontecendo de forma quente, isso é muito bom para nós.

Por ser americano Newhouse pode ter uma torcida também mais próxima e em bom número, mas nada vai se comparar a nossa, se Deus quiser! Surdo e Pandeiro já estão na mala!!!

Abraço
André Akkari

10 comentários sobre “Análise NOVEMBER 9 – Mark Newhouse – #vamofostera

  1. Akkari, como assim ninguem fez 2 mesas finais de WSOP main event consecutiva? Johnny Chan venceu em 87, 88 e foi vice em 89.Dan Harrington mais recentemente fez mesas finais em 2003 e 2004.caio_

    • acredito que o Akkari estava falando que nenhum jogador fez isso na era moderna do poker, alguns jogadores fizeram isso no passado quando o evento não tinha uma estrutura como essa, com um número bem menor de jogadores no field, Newhouse superou mais de 6 mil jogadores nas duas edições, nenhum outro jogador conseguiu fazer isso.

    • O Akkari falou em dois November 9 consecutivos, e até 2008 não havia a interrupção para a mesa final. Além disso antes do boom do Chris Moneymaker o field era cerca de 8 vezes menor que hoje, por isso se costuma analisar a WSOP antes/depois de 2003.

    • maxterblocos ele quer dizer no contexto do november nine que começou em 2008, sem contar que essa epoca do chan do harrington nem se comparava o tanto de gente que participava do main event, era muita poca gente, fazer isso dois anos seguidos contra mais de 6000 pessoas a chance é muito pequena.

  2. Eu acho sinceramente o cara mais perigoso de todos, principalmente por ter um jogo bom pós-flop, que ao meu ver sempre eh um diferencial mesmo em uma mesa final de WSOP, pois percebe-se que este não é O Ponto forte dos finalistas, tem mais um ou dois realmente forte no pós-flop, os outros são para mim apenas bons. Ele fez umas cagadas na reta final, mas quem não perde o time em algum momento do jogo ? Esse cara é mto habilidoso, pode até não cravar, mas duvido que caia em nono de novo até pelo stack, acho que ele chega no HU. Vamos Fostera !!!!!

  3. aakkari, queria aproveitar este post mais recente para lhe escrever. Estou seguindo as dicas, praticamente a fio do post que fez de “Como virar Profissional de Poker‏”. E para você saber, como iniciativa minha comecei do “0”, tinha alguns FPP, e foi com eles que consegui aumentar meu bankroll. Em um dos torneios fiquei em 2° de 1756 players e ganhei 51,20 dólares. Já venho estudando desde 2012, e sei que posso aprender sempre mais, e busco isso a cada dia, mas também sei, que minha hora está chegando (não só minha mas de meu time de poker, hehe,, éé temos um time, com logo e camisa, se chama TEAM FFULL). Mas então, não comecei com $100,00 dólares, como avia escrito, e sim com os $51,20, mas com o mesmo objetivo e disciplina, estou na parte 1 ainda, mas posso dizer que funciona mesmo (precisava disso para desenvolver meu poker e treinar em mais telas) fiz uma planilha bem detalhada, de todos os torneios que estou disputando, é o saldo final está sendo positivo, estou muito feliz e quero agradecer a você, sei que ainda não consegui nada praticamente, mas sei que com muito esforço, dedicação, disciplina, chegarei lá, é meu sonho e vou lutar pra conseguir. Mas quero agradecer, porque você me incentiva a continuar com os estudos todos os dias, graças ao seu empenho (QG, na mira do pro, mandando bala, blog, twitter, e tudo que faz para criar jogadores neste país..). Sou seu fã, e quero que saiba, que ainda irei jogar em alguma mesa contra você… eu e meu time, é bom sonhar! Ainda mais quando o sonho começa a se realizar (não falando de resultados, mas sim do desenvolvimento nas mesas, e o que eu precisava era treinar e subir meu bankroll…) Valeu aakkari, queria compartilhar esse meu empenho! Abraço.

    Filipe Maiccon Medeiros Maciel – Curitiba-PR
    filipekap@hotmail.com
    (41) 9947-7307

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s