Análise NOVEMBER 9 – Jorryt Van Hoof – #vamofostera

E aí galera,

Vou usar o nosso espaço aqui no blog para fazer uma análise de cada jogador do November 9, afinal de contas o grande dia esta chegando e já estou de malas prontas, energia total para o nosso representante brazuca Bruno Foster.

Acho que a final vai ficar muito mais emocionante se conhecermos a fundo cada um dos jogadores da mesa, portanto, quem tiver mais informações sobre os participantes, vai mandando aqui nos comentários ou no facebook e podemos ir trocando ideias para alertar cada vez mais o Fostera, não que ele não esteja fazendo a lição de casa dele, o homem esta ultra focado e trabalhando muito mas é hora de darmos o nosso apoio.

Dia 8 embarco para Vegas e quero chegar lá para assistir como assisto uma final de copa do mundo, analisando cada movimento, cada jogador, suas forças e fraquezas, assim vai ficar muito mais excitante ver o Brasil fazer história mais uma vez na WSOP.

Vou fazer um post de cada jogador e por último um sobre o Bruno, acho que assim podemos discutir a fundo e aproveitar ainda mais este momento histórico.

Começando pelo líder, Jorryt van Hoof!

Na minha opinião o pior dos pesadelos para o nosso brasileiro, o oponente mais difícil! Bruno tem total condições de puxar este bracelete, mas seria muito bom se este holandes não estivesse lá, ou pelo menos se estivesse, não fosse o líder com mais de 38 milhões de fichas, aproximandamente 95 big blinds.

Jorryt é uma daquelas figuras raras no poker, um monstro, conhece tudo sobre este jogo mas não tem a fama que outros possuem como Negreanu, Ivey e etc. Nunca focou demais no circuito live mesmo já tendo alguns resultados, mas no online com o nick de TheCleaner11 vem arrebentando desde que começou.
Ele atuou em diversos cenários do online, incluindo as mesas six handed de NLH onde massacrou também, mas de um tempo pra cá focou muito mais nas mesas de PLO high stakes. Sempre foi um cara muito duro de enfrentar e que desde que eu o conheço demonstrou muito pouco ou quase nenhuma vez tendências para o tilt. sempre focado, jogando sólido e sendo cirúrgico nas ações, bem agressivo.

Joguei com ele por dois EPT’s seguidos no ano passado, nos únicos dois que atuei, coincidentemente caímos na mesma mesa no dia 1A, em ambas ele jogou da mesma forma, como um grande jogador de MTT deve atuar. Sólido no começo, jogando mãos de valor, sem fazer graça, e depois conforme o torneio foi andando ele foi soltando mais o seu fator de agressividade sempre procurando os melhores spots.

Jorryt tem perfil diferente até mesmo dos seus amigos, nos EPT’s tem uma galera que anda com ele que curte festa demais, chegando bebado em hotel, fazendo o que a galera curte, mas de forma mais exaltada, ele não, o homem até nisto dá medo, sempre focado, sempre calmo, com cara de pacífico mas na mesa super agro.

Durante algum tempo acredito que ele deva ter tido acordos até com o PS pois o encontrei em algumas reuiniões, sempre foi gente boa, simpático e parece ser um cara bacana. Conversando com um amigo meu holândes disse que ele vem de uma familia bem saudável financeiramente o que me faz acreditar que não ficará em momento nenhum acuado pelo dinheiro, assim como o nosso guerreiro, mesmo assim é um dado importante de se levar em conta.

Em uma recente entrevista Jorryt levantou quem eram seus oponentes mais fortes na mesa final, não citou o Bruno, talvez por ver que o stack seja o menor da mesa, mas levantou a bola do Jacobson e do Newhouse, acho melhor assim, melhor ele não focar tanto mesmo no nosso brasileiro que vai sobrar mais espaço para ele errar contra nós.

O líder é também dono de um site de poker, um portal de notícias sobre poker onde divide seu tempo com as mesas, o nome do site é Nederpoker.com e até que é bem feito mas nada demais, uma tentativa de cópia do Poker News. Segundo ele parou de atuar nas mesas high stakes de PLO para se dedicar aos mtt’s live e ao seu site. Talvez o que ele tenha de sólido não tenha de muito criativo o que facilita um pouco as coisas para o Brunão. Todas as vezes que atuei contra ele nunca vi ele inventar moda, nunca vi ele fazer nenhuma loucura, sempre foi agressivo mas sólido, forte, sem doidera como vemos em alguns outros talentos espalhados no poker.

Bruno vai estar sentado no assento 9 e o líder no 3, o que talvez complique um pouco as coisas mas poderia ser bem pior, se ele estivesse no 1 e 2 poderíamos nos preocupar ainda mais. Nosso brasileiro vai começar com 30 big blinds portanto jogar contra os 95 blinds do holandês ainda é stack que machuca, ele vai ter que pensar bastante para jogar contra o Bruno.
A tendência de um perfil como o do Jorryt na minha opinião é de começar a mesa calmo, analisando, mesmo sendo o líder não vejo ele cometendo nenhum erro grave ou colocando muito pressão em nenhum spot, vejo ele agredindo blinds em posição, simples, nada de desenrolar demais as mãos, bet, cbet, 2nd barrel, all in river, não faz o estilo dele para este começo da mesa final, portanto em isto acontecendo 9 handed acho que tem muito mais chances de valor do que de blefe.

Acho que ele super estimou na sua última entrevista o Newhouse, que por sinal esta sentado imediatamente a esquerda dele, acho o Newhouse mesmo sendo sua segunda mesa final seguida um bom jogador mas nada demais, e acho que tendo esta leitura super faturada é capaz que se complique neste assento contra este adversário, se você discorda da minha opinião basta você ver os últimos vídeos na ESPN do jogo dele. O Jacobson sim ele analisou certo, é um grande jogador e franco atirador, mas sempre devemos ter cuidado com uma análise super estimada de um jogador pois jogamos com alguns receios na mesa que podem nos atrapalhar.
Não identificar o Bruno como uma ameaça pode também ser outro grande erro do líder, vamos ver!

Em relação a torcida acho que vai representar o estilo do próprio jogo dele, sólida, não vejo ele levando nem metade das pessoas que vamos levar, por outro lado, talvez o nosso barulho possa ser um problema para ele, nas suas entrevistas vi ele um pouco incomodado com isso, não bravo, mas tímido, dando risadas desconfortáveis, o que talvez seja um bom ponto fraco do holandês. Diz ele que vai levar 50 pessoas que prometem atazanar a vida dos oponentes, mas acho que é blefe.

Me parece que ele é um cara bem sistemático, em uma curiosidade citada sobre ele em uma outra entrevista, disse que gosta de levantar todos os dados possíveis da sua vida pessoal, e trabalhar em cima destas informações, como quantas horas dorme, que horas dorme, qualidade do seu dia, uma agenda que controla suas reuniões e compromissos minuto a minuto, portanto talvez ele seja um dos que mais deva estudar os detalhes de cada adversário antes do evento em si, deve estar se preparando de verdade, diferente do que muitos fazem eu acredito, ele deve ser aquele tipo de cara que a vida pessoal é um verdadeiro holdem manager, isso é para ser levado em consideração pelo Bruno também, que por sinal, também esta se preparando bastante.

Acho que é isto, minha contribuição sobre o líder é esta, amanhã escrevo sobre mais um adversário do nosso brasileiro no November 9 que começa a semana que vem!

Abraço galera e #vamofostera

André Akkari

9 comentários sobre “Análise NOVEMBER 9 – Jorryt Van Hoof – #vamofostera

  1. Top Akkari!! Perfeita leitura e vc tem a mesma noção e dimensão que eu a respeito do TheCleaner !! Eh isso mesmo.. Agora ele q se prepare que vem chumbooo aeee!! Grande abraço

  2. acho que todo mundo estuda todo mundo nessa mesa final, será que não é hora de mudar drasticamente a maneira de jogar e surpreender a todos, na minha opinião o bruno tem que entrar 110% enquanto as suas fichar ainda possam machucar, se esperar muito ta morto.

  3. Eu imagino que vocês já vão fazer isso mas uma ideia seria encontrar jogadores brazucas com estilos parecidos aos vilões do November Nine e fazerem mesas finais fake com cada jogador brasileiro jogando como acredito que seu “avatar november nine” jogaria.. e treinar o Foster pra saber jogar contra cada um. Imagina isso.. ele treinando.. haha.. no mais.. ele vai mandar bem, tenho certeza. #VAMOFOSTERA

  4. Acho que seria interessante nossos torcedores que irão para Vegas, obviamente você Akkari, de vestir a nossa amarelinha e mostrar para o Brasil e o mundo que temos um brasileiro lá, na Copa do Mundo do POKER! Imaginem aquele formigueiro verde e amarelo!! Eu vou ficar louco acompanhando a transmissão. Já até adiei compromissos de segunda a noite! rs #vamooofostera

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s