O Grande Torneio da Vida

E aí galera, tudo beleza?

Por aqui em Las Vegas está tudo maravilhoso em diversos aspectos. O primeiro deles é a sensação de estar junto da minha familia por vários dias consecutivos já que isto não é algo tão rotineiro na minha vida.

Além da minha familia, convivi muitos dias também com grandes amigos, pessoas excelentes que aos poucos vamos nos aproximando mais e mais, criando intimidade e amizades ainda mais fortes vão nascendo, é uma sensação maravilhosa saber que você tem tantas pessoas que você gosta e quem também gostam e se importam com você.

Outra razão para eu estar tão feliz aqui é a própria experiência Las Vegas. Por mais que eu ame o Brasil e estar com minha gente por lá, estes 45 dias do ano que passo aqui nesta cidade é um período realmente especial. Aprendi a viver em Las Vegas, consigo extrair o máximo que esta cidade tem a oferecer e fugir de tudo o que não é tão positivo. infelizmente não são todos os brasileiros que vem para cá que conseguem fazer o mesmo e acabam caindo nas “armadilhas” da cidade mas eu graças a Deus consigo fazer este trabalho perfeito.

Não gasto um centavo em Casino, não faço nada que me tire o sono, que me deixe triste, invisto apenas em coisas que me tragam qualidade de vida. Shows, bons restaurantes, momentos com amigos e familia, uma vez ou outra uma balada com uma bebida pra animar a noite mas longe do exagero, encontro com outros jogadores e muitas conversas técnicas, wakeboard, basquete, tenis, exercício pra caramba, portanto, passo 45 dias aqui muito intensos, tudo para aproveitar a vida e concentrar no meu profissional.

Este ano tiveram alguns agravantes como tudo o que aconteceu no Brasil, fiquei muito envolvido com o movimento todo nas ruas do meu país e estando de longe me fez sofrer um pouco, nada muito grave, mas deu uma certa tristeza saber que poderia estar participando deste momento também nas ruas, mas minhas responsabilidades pessoais e profissionais eram maiores.

Um resumo do lado profissional para mim foi simples, não foi o meu pior ano de WSOP mas passou longe de ser o melhor. Joguei 18 eventos, tendo apenas 2 itm’s, entretanto tive 11 dias 2, o que não se orientando pelo $ mas se orientando pela parte técnica me deixa muito feliz. Tive como melhor resultado um 17th, quase mesa final, o ano de 2012 foi 15th e 2011 o título, mas sinceramente acho que 2013 joguei um poker de mais qualidade que nos dois últimos anos. Me senti muito bem, venho muito feliz com meu jogo e mais do que ninguém sei que este é um sentimento que somente nós mesmos podemos analisar, ninguém faz por nós. De fora existe a torcida, os elogios, as críticas, mas somente nós mesmos sabemos o quanto de coisa boa estamos fazendo o quanto de merda, e realmente estou muito feliz com tudo o que fiz neste mês.

Por enquanto um prejuízo de uns dois 100 com rebuys, nada demais e completamente dentro dos planos mas é claro que nunca queremos isto, queremos ganhar sempre, entretanto quem vive de poker sabe do que estou falando. São dezenas de dias de queda para o estouro da cravada, sabemos muito bem disto!

Acho que em geral este é o mesmo sentimento do grupo de profissionais brasileiros que veio para a série. Não tivemos grandes resultados, não tivemos por enquanto braceletes, mas está no ar um sentimento de que o grupo está muito mais forte do que no passado tecnicmanete. Ariel Bahia não ganhou o bracelete mas podia muito bem ter ganho, criou diversas situações para isto acontecer, o mesmo para Thiago Decano e João Bauer, este último passou muito perto, entretanto, para quem está de fora fica um gosto de que o Brasil foi mal, não concordo mas sinto este gosto na boca as vezes também.

Poker é um esporte diferente, um jogo diferente!

Muitas vezes quando estou nas ruas de SP e alguém me pede uma foto ou um autógrafo, ou as vezes também em entrevistas, fica um clima de “Olhaa ele é jogador profissional de poker, será que ele faz muito Royal?” , como se você pedissie pro Ronaldinho Gaucho fazer embaixadas e colocar a bola na nuca! No poker não tem isto, no poker não tem torneio, não tem resultado de evento.

No Poker tudo é um grande torneio, a vida é um grande torneio que você irá jogar, o grande negócio é você se manter entre os primeiros, se manter ITM, neste grande torneio da vida as premiações são entregues durante o evento, e você tem que estar sempre lá, batendo o field e acumulando prêmios para ser lucrativo e vencedor.

Agora vem o Grand Finale da WSOP, o Main Event, o maior evento de poker do mundo. Quem sabe o que vai acontecer? Eu estou pronto para jogar o melhor poker, e continuar bem neste grande torneio da vida, sabendo que ele não é apenas o Main Event mas que nele estou muito bem posicionado. Se tem um ano que neste evento singular o Brasil tem chances de fazer história este é 2013, estamos aqui com o que temos de melhor, os melhores jogadores do Brasil live do momento estão preparados e registrados, restam torcer para que eles estejam nos seus melhores dias.

Boa sorte a todos os meus amigos profissionais e amadores que estão jogando este evento e mais que isto, parabens a todos eles que estão sempre bem no grande torneio da vida!

Ahhh quanto a luta do Anderson ontem, fui lá sim, gastei uma nota preta para comprar um ingresso bem posicionado e sai completamente decepcionado.
Óbvio que não pela derrota, jogo poker, voce acha que não sei o que derrota com esforço, luta, amor e dedicação siginifica? Claro que sei e respeito, muitas vezes mais o derrotado do que o vencedor, mas não foi o caso.

Foi uma derrota diferente, uma derrota com pouco caso, desrespeito, sem luta. Minhas habilidades de poker me dizem que o Anderson tem algo atrapalhando ele, assisti a coletiva de imprensa e vi um olhar de raiva dele para o Dana White, para o logo do UFC, um certo nojo. Interpreto pessoas o dia inteiro e esta é a minha leitura. Não acredito em nenhuma armação, não tem ‘rematch” que gere para ele mais dinheiro do que ele ganha vencendo as lutas, mas acredito que algo de fato o esteja atrapalhando e tenha levado a tomar aquela atitude patética. Não o conheço pessoalmente e o fato de ele ser agenciado pela mesma empresa que cuida da minha carreira não siginifca nada, a não ser a minha felicidade pelo profissionalismo da 9ine e meu trabalho tendo me levado até lá. Tenho certeza que eles ficaram tão tristes com a derrota quanto eu.

Tenho um respeito tremendo por ele, uma verdadeira lenda na sua profissão e nós sabemos o quanto é difícil surgirem pessoas assim, mas ontem fiquei extremamente decepcionado, como fã que sou, ou era.

Segue o jogo!!!!

André Akkari

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s